Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Reajuste » Com aumento, preço do GNV sobe 7,82% nos postos de Pernambuco

Mirella Falcão - Diario de Pernambuco

Publicação: 13/02/2014 08:51 Atualização:

Depois de quase um ano sem sofrer reajustes, o Gás Natural Veicular sobe 7,82% a partir desta quinta-feira (13). Nas bombas, o metro cúbico do combustível, que custava em média R$ 1,66, deve subir para algo entre R$ 1,75 e R$ 1,79, segundo estimativas do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE). O aumento dado pela Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) também atinge outros segmentos, como residencial, industrial e comercial que, em média, ficarão 2,89% mais caros. A tarifa da companhia é reajustada a cada três meses e o índice médio é um repasse do reajuste de 0,8% da Petrobras, com um acréscimo de 5,5% sobre a margem da companhia.

Após o aumento, o valor de venda do combustível para os postos sobe de R$ 0,8452 para R$ 0,9113. Rafael Coelho, diretor de gás do Sindicombustíveis-PE, calcula que o impacto nas bombas ficará entre R$ 0,10 e R$ 0,15, devido à elevação em outros custos, como o salário dos funcionários. “Mesmo com esse aumento, o combustível ainda fica competitivo junto à gasolina e ao etanol”, afirma Coelho. Segundo a Copergás, existem 41,7 mil veículos convertidos para o uso do gás natural no estado.

Veicular


Rafael Gomes, diretor administrativo financeiro da Copergás, explica que o aumento foi maior para o segmento veicular por conta do término de um desconto dado no ano passado, quando Copergás deixou de repassar para o setor os índices homologados nos processos de revisão de tarifas. Evitou-se um aumento de 3,5%.

“Esse incentivo acabou em janeiro. Assim, além do que era devido pelo reajuste desse mês, o aumento incorporou o que estava sendo absorvido pela companhia”, explica Gomes. Apesar da medida, o resultado sobre as vendas de 2013 foi tímido, mantendo-se quase o mesmo do ano anterior e com um alta de 2%, se considerado o segundo semestre.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »