• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Malha ferroviária » Obras da Transnordestina estão a passos lentos

André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicação: 12/02/2014 10:31 Atualização: 12/02/2014 10:53

Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press/Arquivo
A obra de implantação da ferrovia Transnordestina concluiu apenas 383 quilômetros de trilhos até o fim de 2013. O número representa singelos 22% do total de 1.728 quilômetros de malha ferroviária depois de mais de sete anos do início das atividades no projeto, em junho de 2006. Os dados são do balanço do Ministério dos Transportes, divulgado ontem. O número é ainda pior porque a obra está parada e pode virar promessa apenas para 2017.

O processo de remobilização das atividades tem outro entrave para a Transnordestina Logística S.A (TLSA), empresa responsável pela obra, além do atual marasmo de canteiros sem trabalhadores. O balanço da Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) considerava, em outubro de 2013, o prazo de 36 meses para a entrega de 100% da ferrovia. Isso levando em conta o reinício imediato da obra, com conclusão agendada, portanto, para setembro de 2016. De outubro para cá, as empresas que vão substituir a construtora Odebrecht na obra não foram anunciadas, o que leva teoricamente o prazo final para o primeiro semestre de 2017.

Já são quatro meses sem obras de engenharia depois que a Odebrecht anunciou a saída do projeto, extraoficialmente por impasses no contrato financeiro com a TLSA. A Odebrecht tinha um pleito antigo para que o valor de R$ 5,4 bilhões fosse reajustado. O aditivo só saiu em outubro de 2013, confirmando o valor atual de R$ 7,5 bilhões, quando a Odebrecht já estava fora do circuito.

A TLSA se pronunciou por nota, na qual afirma que a construção da ferrovia Transnordestina está em curso e terá seu ritmo intensificado nas próximas semanas. “Estão sendo mobilizados equipes, equipamentos e materiais para as novas frentes de trabalho que estão sendo instaladas”. Já o ministério não retornou os questionamentos do Diario.

Vale lembrar que a obra foi iniciada em 2006 com valor de R$ 4,5 bilhões, orçamento de maio de 2005, e foi reajustada acima do índice do IPCA, que mede a inflação no país. Esse valor estaria em R$ 6,9 bilhões em dezembro do ano passado, caso utilizasse o índice.

A obra é dividida em cinco trechos: Missão Velha/CE - Salgueiro/PE (96 quilômetros), Salgueiro/PE - Trindade/PE (163 quilômetros), Trindade/PE - Eliseu Martins/PI (420 quilômetros), Salgueiro-PE - Suape/PE (522 quilômetros) e Pecém/CE - Missão Velha/CE (527 quilômetros). Segundo o balanço do ministério, o único traçado 100% concluído é de Salgueiro/PE a Missão Velha/CE. Já os mais de 500 quilômetros que complementam o traçado do Ceará, que vão de Missão Velha até o Porto de Pecém, estão com atividades praticamente zeradas.

Números

R$ 7,5 bi
É o valor do contrato da ferroviaTransnordestina

100%
do trecho Salgueiro-Missão Velha estão concluídos

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.