• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

EUA » Câmara norte-americana aprova elevar teto da dívida até 2015

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 12/02/2014 09:11 Atualização:

A Câmara de Representantes aprovou, na noite de ontem (11), que se eleve o teto da dívida americana até 15 de março de 2015, uma medida que ainda deve ser ratificada pelo Senado para descartar qualquer risco de suspensão de pagamentos.

A medida foi adotada por 221 votos contra 201, contando com o apoio de quase todos os democratas e de apenas 28 republicanos. O texto deverá ser adotado definitivamente pelo Congresso até 27 de fevereiro.

Os republicanos, que dominam a Câmara de Representantes, já haviam declarado hoje sua renúncia a exigir contrapartidas para elevar o teto da dívida, um anúncio surpreendente assimilado como uma capitulação frente ao presidente Barack Obama. Encurralados, deixaram que a votação seguisse, embora a maioria tenha votado contra.

O limite legal da dívida, suspenso em outubro após uma dura queda de braço parlamentar, foi reativado na sexta-feira até US$ 17,211 trilhões. O Tesouro advertiu que não poderia aguentar até 27 de fevereiro, sem uma nova autorização para tomar empréstimos por parte do Congresso. Nessa data, teria início a suspensão dos pagamentos, com o calote do governo.

Ao renunciar à confrontação, os republicanos fecham um capítulo doloroso dos últimos três anos. Em cada sessão sobre o tema da dívida, insistiam em obter concessões para a redução dos gastos da polêmica reforma do sistema de saúde de Barack Obama. “Os Estados Unidos não têm outra opção a não ser pagar suas contas”, declarou o democrata Steny Hoyer.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.