• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Qualificação » Escola oferece nove cursos para capacitar trabalhadores da construção

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 11/02/2014 08:57 Atualização:

O setor da construção civil continua na lista dos que mais crescem no Brasil, tendo o Nordeste como uma das regiões com atração de grandes investimentos nos últimos anos. Em Pernambuco, o início das obras da fábrica da Fiat, no município de Goiana, e de novas empresas no Complexo Industrial Portuário de Suape, demandam mão de obra qualificada. Diante desse quadro, a Concretta - Escola da Construção trouxe para Pernambuco cursos de capacitação para os trabalhadores do setor.

Com sede em Brasília, a franqueadora tem mais de 36 escolas espalhadas pelo país e pretende chegar a 100 unidades até o final deste ano. A Concretta foi instalada no bairro de Santo Antônio e oferece nove cursos de qualificação, entre eletricista, mestre de obras e pintor de parede. “Iniciamos a primeira turma da unidade em janeiro e nessa etapa oferecemos nove cursos. Mas, no decorrer das novas matrículas, vamos aumentar essa oferta”, afirma um dos responsáveis pela unidade, o empresário José Ricardo Porto, que também administra unidades da Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Além de Porto, os empresários Rodrigo Filizola e Ivanildo Buarque gerenciam a Concretta do estado.

De acordo com Filizola, a mão de obra não está acompanhando o crescimento do setor da construção civil e muitas empresas e construtoras precisam investir nos funcionários a fim de capacitá-los. “Estamos com três turmas fechadas de 60 funcionários da Pernambuco Construtora. A pretensão é realmente capacitar os trabalhadores, para que se atualizem e se tornem profissionais, tendo a bagagem prática e todo o aparato teórico”, destaca.

Com duração de três horas, as aulas acontecem uma vez por semana, com exceção do curso de mestre de obras, que tem duas aulas semanais. Os alunos participam de atividades teóricas e práticas. Como complemento, a escola realiza palestras de educação financeira, empreendedorismo, comportamento profissional, orçamento, entre outros.

Os cursos têm duração de até 10 meses e as mensalidades custam a partir de R$ 149. “Até o final de 2014, temos a pretensão de abrir mais quatro unidades na Região Metropolitana do Recife”, garante Filizola.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.