• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Novo recorde » Itaú Unibanco lucra R$ 15,7 bilhões em 2013 e resultado é o maior da história dos bancos

Agência O Globo

Publicação: 04/02/2014 09:58 Atualização: 04/02/2014 12:36

Maior banco privado do pais, o Itaú Unibanco registrou lucro líquido de R$ 15,696 bilhões em 2013, o que representou um aumento de 15,46% na comparação com os R$ 13,594 bilhões do ano anterior. Só no último trimestre de 2013, o ganho chegou a R$ 4,646 bilhões, num resultado recorde para o período, impulsionado por redução de inadimplência, aumento de receitas e expansão maior que a estimada da carteira de crédito. É o maior lucro da história dos bancos brasileiros, segundo a consultoria Economática.

Pelo balanço publicado na manhã desta terça-feira (4), a rentabilidade sobre o patrimônio líquido avançou de 18,4%, em 2012, para 20,7% no ano passado. O balanço já inclui os efeitos da aquisição da Credicard desde 1 de dezembro. A contribuição da empresa para a contabilidade geral do banco foi de lucro líquido de R$ 28 milhões e financiamentos de R$ 8,2 bilhões.

O valor total dos empréstimos no período, incluindo avais e fianças, passou de R$ 426,595 bilhões em 2012 para R$ 483,397 bilhões no ano passado, avanço de 6% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 13,5% em 12 meses. O crescimento anual da carteira foi maior que a estimativa do banco para o ano passado, que era de 8 a 11%. Para 2014, o Itaú Unibanco, que semana passada anunciou fusão de sua unidade no Chile com o chileno CorpBanca, espera expansão de 10 a 13%.

Já o indicador de inadimplência apresentou novo recuo, para fechar em 3,7% do total da carteira, considerando os empréstimos vencidos há mais de 90 dias. Em dezembro de 2012, o calote estava em 4,8% da carteira. Na semana passada, Bradesco e Santander Brasil também divulgaram índices de calotes em queda, a 3,5 e 3,7%.

As despesas do Itaú com provisões para perdas com calotes totalizaram R$ 4,191 bilhões no período, queda de 7,6% sobre o terceiro trimestre e de 27% na comparação anual.

Os destaques da carteira na comparação anual foram os segmentos de crédito consignado, com expansão de 66,6%, financiamentos imobiliários, alta de 34%, e cartão de crédito, que viu expansão de 33,5% na carteira. Enquanto isso, a área de empréstimos para aquisição de veículos teve queda de 21,3%, a R$ 40,3 bilhões. Enquanto isso, a receita com serviços e tarifas bancárias somou R$ 6,036 bilhões nos três últimos meses de 2013, rescendo 17,2% sobre um ano antes.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.