Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Argentina » Casa Rosada estebelece congelamento de preços na Argentina

Agência O Globo

Publicação: 30/01/2014 09:03 Atualização: 30/01/2014 10:32

Na tentativa de conter a disparada de preços ocorrida após a maxidesvalorização na semana passada - a cotação do dólar oficial subiu de 6,72 pesos para 8,015, uma perda de 16,15% no peso -, a Casa Rosada anunciou ontem (29) um acordo “voluntário” com empresas do setor de alimentos, insumos industriais, eletrodomésticos e outros produtos incluídos no chamado plano de “Preços Cuidados", lançado recentemente, que estabelece um mecanismo retroativo para congelar os preços no patamar de 21 de janeiro.

O congelamento tem prazo indeterminado e abrange todo o país, não só a área da Grande Buenos Aires. No caso dos eletrodomésticos, o governo da presidente Cristina Kirchner permitiu reajuste máximo de 7,5%, abaixo dos aumentos de até 30% verificados nos últimos dias. O ministro da Economia, Axel Kicillof, voltou a questionar os comerciantes, e o secretário de Comércio Interior, Augusto Costa, chegou a dizer, em tom irônico, que “cortaria a cabeça de alguns que sobem os preços”.

Economistas preveem que o peso sofrerá desvalorização superior a 20% neste mês, a maior desde março de 2002. A disparada do dólar provocou imediato aumento de preços, que a equipe de Kicillof não está conseguindo conter, e não está claro se o entendimento “voluntário” conseguirá.

“Vamos esclarecer, senão amanhã (hoje) alguns jornais acostumados a este tipo de manipulação vão dizer que o secretário vai cortar cabeças (risos)... O que estamos fazendo é controlar o cumprimento dos acordos, e os que não os cumprirem serão punidos”, declarou Kicillof.

Nos últimos dias, a secretaria comandada por Costa, sucessor do polêmico Guillermo Moreno, elaborou 31 atas de autuação em várias redes de supermercados pela violação do “Preços Cuidados”. O objetivo da equipe econômica argentina é reforçar esta ofensiva nas próximas semanas, contando com o apoio de prefeitos, governos provinciais e associações de defesa dos consumidores. Ontem, os inspetores de Costa foram à empresa de alimentos Arcor, após receber denúncias de reajustes acima dos limites fechados com o governo.

“Podemos aplicar multas ou até fechar estabelecimentos, em caso de violação dos acordos e das leis de Lealdade Comercial e Defesa do Consumidor”, explicou o secretário.

Kicillof e seus assessores se reuniram com mais de 500 empresários, inclusive dos setores de alumínio, aço, petroquímicos e plásticos. Nas próximas semanas, haverá negociações com fabricantes de materiais escolares, para evitar disparada de preços antes da volta às aulas, no fim de fevereiro.

“Estamos trabalhando para defender o bolso dos argentinos. Vamos fechar um acordo com associações de defesa dos consumidores e governos provinciais”, afirmou o chefe de gabinete, Jorge Capitanich.

O mercado cambial está operando com relativa normalidade, e nos primeiros dois dias de vigência das medidas de flexibilização do câmbio, a Afip (Receita local) autorizou a venda de US$ 22 milhões. No mesmo período, as reservas do Banco Central da República Argentina (BCRA) recuaram US$ 362 milhões, caindo para US$ 28,7 bilhões, bem abaixo dos US$ 52 bilhões de 2011. Ontem, a cotação do dólar oficial ficou estável, em 8,015 pesos. O paralelo, com raras operações, voltou a subir e chegou perto de 13 pesos.

Enquanto o governo está preocupado com os preços, os bancos temem que correntistas retirem os pesos das instituições para comprar dólares, agora que é permitido adquirir a moeda norte-americana para poupar, no limite de US$ 2 mil mensais. No último mês, os depósitos em moeda local caíram 20 milhões de pesos. Embora não seja um montante expressivo, mostra, segundo fontes do setor financeiro, uma tendência preocupante.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »