Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Novo financiamento » Governo brasileiro vai investir mais em Cuba

Correio Braziliense

Publicação: 28/01/2014 08:48 Atualização:

Ao cortar ontem uma fita com as cores de Cuba nas novas instalações do Porto de Mariel, a presidente Dilma Rousseff anunciou um novo financiamento do governo brasileiro, de US$ 290 milhões, para a segunda fase de obras de modernização do terminal, a 50 quilômetros de Havana, a capital do país. O governo cubano já recebeu US$ 682 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pagos à Odebrecht, responsável pela obra.

Os ditadores da ilha caribenha, Fidel e Raul Castro — o presidente —, apostam que o projeto impulsionará os negócios do país, submetido a restrições ao comércio e investimentos por parte dos Estados Unidos. Mas, para empresários e especialistas brasileiros, o investimento em Cuba contrasta com a carência de recursos que se enfrenta aqui para melhorar a infraestrutura em todas as áreas.

“Mesmo submetido a injusto embargo econômico, Cuba gera um dos três maiores volumes de comércio do Caribe”, disse Dilma ontem. “O Brasil deseja ser um aliado econômico de primeira ordem para Cuba e uma maneira de fazer isso é aumentar as relações bilaterais de comércio”, afirmou a presidente, que participa de um encontro de chefes de Estado latino-americanos no país. A primeira fase da modernização de Mariel custou US$ 957 milhões, dos quais  US$ 802 milhões foram investidos na compra de bens e serviços brasileiros.

Na rabeira

As relações comerciais entre os dois países ainda são pequenas. Em 2013, o Brasil exportou US$ 528,2 milhões para Cuba e importou US$ 96,6 milhões. De acordo com dados de 2012, os mais recentes disponíveis para comparação, o Brasil está em quarto lugar quando se considera a origem das mercadorias destinadas à ilha. Com 5,2% do total, ficou pouco à frente dos Estados Unidos, que, apesar do embargo, vendem a Cuba 4,3% de tudo o que se compra de fora. Os dados são do próprio governo norte-americano. Quando se considera o destino das exportações brasileiras, Cuba está em 53º lugar.

Na avaliação do diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, o economista Adriano Pires, é “irracional” o governo anunciar mais um investimento de centenas de milhões de dólares para modernizar a infraestrutura de Cuba ao mesmo em que há, aqui, portos, aeroportos, ferrovias e rodovias de “péssima qualidade”.

Pires afirmou que existe um componente ideológico na decisão brasileira, consequência da relação do ex-presidente Lula com Fidel Castro. Dilma manteve a aproximação construída pelo antecessor. “Ela foi a Davos (Suíça) para tentar atrair investidores estrangeiros para o país, mas não dá qualquer condição para que isso ocorra, sobretudo a implantação da infraestutura necessária para que grandes empresas se instalem no Brasil”, criticou.

Na avaliação do economista, o governo brasileiro demonstra disposição de substituir a Venezuela como principal financiador da ditadura dos irmãos Castro, uma vez que o país sul-americano, maior aliado de Cuba, passa por dificuldades econômicas.

Para o professor da Universidade de Brasília José Matias-Pereira, especialista em finanças públicas, o governo brasileiro e o BNDES mostram a “falta de compromisso com o dinheiro público” ao financiar a modernização de um porto em Cuba. Ele destacou que a sociedade brasileira clama por melhorias na saúde, no transporte, na segurança e na educação.

Matias-Pereira criticou também a falta de transparência no financiamento do BNDES aos cubanos (leia texto abaixo). O especialista ainda destacou que em um ambiente de baixo crescimento econômico e inflação crescente, qualquer despesa que gere desconfiança é um problema para a credibilidade do governo. “Algumas empresas são beneficiadas com esses financiamentos, mas a população é deixada de lado”, finalizou.

Defensores do financiamento argumentam que o terminal de Mariel foi construído de frente para a costa da Flórida, nos Estados Unidos, e, com a expansão do canal do Panamá, poderá se transformar em um ponto de escala para cargueiros gigantes. O terminal é capaz de receber embarcações super Pós-Panamax de até 18 metros de calado, algo de que poucos portos brasileiros são capazes, e movimentar cerca de 1 milhão de contêineres ao ano. O presidente de Cuba, Raul Castro, agradeceu a participação do BNDES na empreitada e afirmou que a obra terá grande importância para o país. “O Porto de Mariel será a principal porta de entrada e de saída do comércio exterior em Cuba”, afirmou.

Uma das empresas que demonstraram interesse em se instalar no terminal é a Odebrecht Infraestrutura, que informou em um comunicado está realizando “estudos de viabilidade econômica e técnica para a criação de empreendimento na área de transformação de plástico em Mariel, Cuba”. (Colaboraram Victor Martins e Rosana Hessel)

» Cúpula

A presidente Dilma Rousseff discursará hoje na abertura da 2ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), que ocorre em Cuba. No início da noite, embarca para Brasília. Ontem, ela foi recebida em almoço pelo presidente Raul Castro. No domingo, quando chegou, proveniente de Lisboa, Dilma encontrou-se com a presidente argentina, Cristina Kirchner.

Los hermanos

O Brasil investe em Cuba, um parceiro comercial pequeno para o Brasil

Investimento na modernização o porto de Mariel

Custo total
US$ 957 milhões

Parcela financiada pelo BNDES
US$ 682 milhões

Novo aporte
US$ 290 milhões


Importações de Cuba em 2012

Valor total
US$ 13,72 bilhões

Venezuela
38,3%

China
10,8%

Espanha
8,9%

Brasil
5,2%

Estados Unidos
4,3%    

Exportações brasileiras a Cuba (2013)
US$ 521 milhões

Posição no ranking*
53º lugar

* Entre os países de destino de
exportações brasileiras

Fontes: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior e governo norte-americano

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »