Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Tecnoplogia » Ações da Apple caem apesar de novo recorde na venda de iPhones

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 28/01/2014 08:43 Atualização:

As vendas recorde de iPhones e iPads levaram os ganhos da Apple para um novo recorde no último trimestre do ano passado, mas as ações da companhia caíam no mercado financeiro devido a lucros menores do que o esperado devido a lucros menores no futuro.

A Apple informou, ontem (27), ter registrado um lucro de 13,1 bilhões de dólares no primeiro trimestre de seu exercício fiscal atual, que se estendeu entre outubro e dezembro de 2013 e que vendeu 51 milhões de iPhones, uma cifra recorde, mas menor do que o previsto por analistas.

A gigante da tecnologia sediada na Califórnia teve alta de 6% de seu volume de negócios em comparação com o mesmo período do ano anterior, com um total de US$ 57,6 bilhões. No mesmo período do ano passado, a Apple reportou ganhos de US$ 54,5 bilhões.

Mas as ações da gigante da informática caíam mais de 7,78% para 507,65 nas horas que se seguiram, devido a um anúncio de ganhos menor do que o esperado e também às perspectivas de vendas menores no segundo trimestre do ano fiscal.

A companhia vendeu 51 milhões de iPhones no trimestre, uma cifra recorde em comparação com os 47,8 milhões de telefones vendidos no mesmo período do ano anterior. No entanto, os analistas aguardavam vendas de 55 milhões de dispositivos inteligentes após o lançamento de dois novos modelos, o 5S e o 5C.

As vendas do iPhone são “claramente o dado negativo do informe” trimestral, calcula o banco Barclays em nota, julgando-os decepcionantes “devido, provavelmente, a uma acolhida muito baixa do iPhone 5C”, o mais barato das duas versões. Este dispositivo tentava competir com telefones de fabricantes mais econômicos como a Samsung, que utiliza o sistema operacional, do Google.

A Apple não detalhou as vendas dos dois modelos, mas seus dirigentes admitiram em teleconferência com analistas que a partilha havia sido "diferente" do que esperavam, dando a entender que a versão 5S, com novo leitor de digitais, tinha seduzido mais os consumidores.

O grupo espera um volume de negócios de 42 e 44 bilhões de dólares no segundo trimestre do exercício. Esta cifra também está abaixo das estimativas do mercado: os analistas aguardavam um faturamento de 46,05 bilhões de dólares, especialmente após o acordo alcançado com a primeira operadora mundial de telefonia móvel, a China Mobile.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »