• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

IBGE » Setor de serviços brasileiro avança 8,6% em novembro

Agência O Globo

Publicação: 22/01/2014 09:22 Atualização:

O setor de serviços registrou no Brasil um crescimento nominal de 8,6% em novembro de 2013, na comparação com igual mês do ano anterior, informou nesta quarta-feira (22) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O resultado de novembro aponta para alta acumulada em 2013 de 8,5%.

O resultado foi inferior às taxas registradas em outubro (8,8%) e em setembro (9,7%). O crescimento nominal acumulado em 12 meses também ficou em 8,5%.

Apesar de terem desacelerado em relação à taxa de 12,6% em outubro, os serviços prestados às famílias foram os que mais cresceram em novembro, com 10,5%. Em seguida, vieram os transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, com 10,2%, taxa superior à registrada em outubro (9,9%), mas inferior à de setembro (12,2%).

O Distrito Federal e os estados de Santa Catarina, Paraíba e Mato Grosso tiveram as maiores variações percentuais, com 19,7%, 14,5%, 13,9% e 13,8%, respectivamente. A única região que registrou queda no mês de novembro foi Tocantins, onde a atividade recuou 1,7%.

Índice é um dos que compõem cálculo do PIB

O dado faz parte da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). A PMS, primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

O índice faz parte do cálculo do Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de bens e serviços produzidos no país).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.