Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aviação » Anac definirá aprovação dos voos extras para a Copa

Correio Braziliense

Publicação: 16/01/2014 08:00 Atualização:

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciará hoje quantos dos mais de 1,5 mil voos propostos pelas empresas áreas brasileiras serão aprovados para atender o grande fluxo de passageiros durante a Copa do Mundo de 2014.

Ontem, a Gol anunciou que pediu ao órgão autorização para 953 decolagens extras. A companhia, porém, não pretende fixar um teto de R$ 999 por trecho, conforme fizeram a Avianca e a Azul. A TAM requisitou mais mil voos à Anac e anunciou que investirá R$ 50 milhões para contratar mais funcionários. A Avianca pediu 430 viagens extras e informou que mais 600 funcionários serão contratados. A Azul quer um acréscimo de 600 voos em sua malha.

Enquanto o governo federal define o tamanho da malha adicional, as empresas camuflam as mudanças em seus sites. Elas não divulgam que os voos extras poderão prejudicar alguns consumidores com o cancelamento de viagens e alteração de preços. A TAM será notificada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) por ter desrespeitado o acordo de transparência feito com o governo no ano passado e pela falta de informação da alteração da malha.

A disputa comercial das empresas aéreas para abocanhar boa parte dos turistas que chegarão no país já começou e cada empresa divulga as estratégias para o mundial. Para o presidente da Avianca, José Efromovich, “a estipulação de um teto para o preço das passagens não quer dizer que o consumidor não achará bilhetes abaixo de R$ 999”, garantiu. Segundo ele, “a medida é uma garantia de que os passageiros não vão achar passagens por mais de R$ 1.999, ida e volta”, ressaltou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »