• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Remobilização » Transposição chega a 8 mil trabalhadores em atuação na obra

André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicação: 14/01/2014 19:37 Atualização: 14/01/2014 20:59

 (Annaclarice Almeida/DP/D.A Press)
A Transposição do Rio São Francisco chega ao pico de contratações e passa os 8 mil postos de trabalho. Em novembro de 2013, o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, antecipou a tendência no aumento dos postos de trabalho para o início deste ano, em razão dos avanços ocorridos nos contratos para tocar o empreendimento. O ano de 2013 não foi dos mais positivos na parte de engenharia, com avanços na ordem de 8% em status de conclusão. Porém, o ano passado foi de remobilização de todos os canteiros de obras pós-assinatura de todos os contratos com as construtoras.

“O ano de 2014 será de muita aceleração nas obras. Isso significa que conseguiremos cumprir as metas de execução do projeto até 2015”, promete o ministro. Cerca de duas mil máquinas trabalham diariamente. As três estações elevatórias do Eixo Norte, que são responsáveis por bombear a água do rio São Francisco até Pernambuco, Ceará e Paraíba, estão funcionando 24 horas por dia. As atividades no maior túnel da América Latina para transporte de água, o Cuncas 1, também estão ocorrendo em três turnos de serviço.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco atenderá 390 municípios e atualmente está 51% concluído. A previsão é que durante este ano 100 quilômetros de obras do Eixo Leste e 100 quilômetros do Eixo Norte sejam entregues neste ano e que todo o empreendimento seja concluído em 2015.

“Essa obra significa água para mais de 12 milhões de pessoas em quatro estados [Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte]”, disse. “Quando concluído, será a principal fonte de água de adutoras em nível estadual, como a Adutora do Agreste (PE), as Vertentes Litorâneas (PB) e o Cinturão das Águas (CE)”, completou Teixeira. A Transposição é orçada em R$ 8,2 bilhões e é obra prioritária do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2). O orçamento do projeto já foi de 5,1 bilhões, passou para 6,7 bilhões e em novo reajuste chegou ao valor atual.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.