• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Moeda estrangeira » Saída de dólares do país em 2013 foi a maior em onze anos

Agência O Globo

Publicação: 08/01/2014 15:51 Atualização:

O Brasil registrou a saída de US$ 12,7 bilhões em 2013, já descontado tudo o que entrou de moeda americana. Foi o pior resultado, segundo o Banco Central, desde 2002, quando o mercado financeiro produziu turbulências durante a campanha eleitoral com a possibilidade da vitória do então candidato Luiz Inácio Lula da Silva. Naquele ano, deixaram o país US$ 13 bilhões. A saída de dólares torna a moeda americana mais cara para os brasileiros.

Esse déficit no chamado fluxo cambial no ano passado representa uma reversão em relação ao recebimento de dólares no ano anterior. Em 2012, o desempenho estava no azul em US$ 16,8 bilhões.

E se não fossem as entradas de dólares por causa do comércio exterior, o rombo no fluxo cambial seria ainda maior. Isso porque o investidor internacional tirou nada menos que US$ 23,4 bilhões do mercado financeiro no ano passado. Somente em dezembro, esse fluxo financeiro ficou deficitário em US$ 6,9 bilhões.

Essa forte saída de capital em dezembro ajudou com que o fluxo cambial geral ficasse no vermelho em US$ 8,8 bilhões. Superou até a fuga de capitais vista em janeiro de 1999: mês da maxidesvalorização do real, quando saíram US$ 8,6 bilhões. Com isso, dezembro de 2013, entrou para a história como o terceiro pior mês para o fluxo de capitais para o Brasil. Ficou atrás de agosto e setembro de 1998, quando deixaram o país US$ 11,8 bilhões e US$ 18,9 bilhões, respectivamente.

Um desempenho negativo mais forte no fim do ano já era esperado pelos economistas, principalmente, depois que o Banco Central americano (Federal Reserve,o Fed) anunciou que começaria a retirar os estímulos à economia.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.