Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pará » Justiça multa Bradesco em R$ 1 milhão por fazer funcionários transportarem dinheiro

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 08/01/2014 12:11 Atualização:

A Justiça do Pará condenou o banco Bradesco a pagar uma indenização por dano moral coletivo de R$ 1 milhão por usar irregularmente funcionários administrativos para transportar dinheiro. O processo foi aberto em maio de 2013 após Ministério Público do Trabalho (MPT) do estado comprovar uma denúncia do Sindicato dos Empregados em Estabelecimento Bancários do Estado do Pará e Amapá.

Segundo os autos da ação civil pública ajuizada pelo MPT, ao invés de contratar profissionais habilitados para função, o banco ordenava que alguns funcionários transportassem os valores. O banco, que ainda pode recorrer da decisão, informou ao portal Folha/UOL, que noticiou o caso, que “o assunto está sub judice e o banco não comenta”.

Além da multa, a decisão da Justiça também proíbe o Bradesco de contratar policiais militares para efetuar o transporte de dinheiro, sob pena de multa de R$ 50 mil por trabalhador encontrado em situação irregular, segundo o site do MPT.

O sindicato apontava que um policial militar tinha morrido e um empregado do banco sido ferido de raspãp por uma bala durante uma tentava de assalto no transporte de valores entre os municípios de Abaetetuba e Muaná, no Pará, em junho de 2011.

Outro caso registrado, de acordo com o MPT, foi o de um gerente do Bradesco, que em fevereiro de 2013 foi interceptado na barreira da Polícia Federal enquanto transportava R$ 60 mil em uma pasta de plástico. O dinheiro, segundo as investigações, saiu da agência do município de Benevides para o Posto de Atendimento Avançado de Santa Bárbara.

Com a sentença, o Bradesco também deverá divulgar a decisão, conforme pedido do MPT, em todos os seus quadros de aviso, inclusive nas agências, pelo prazo mínimo de um ano, sob pena de multa.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »