Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Programas de fidelidade » Comprar milhas pode ser solução para completar pontuação e resgatar passagens Smiles e Multiplus têm opção de usuário pagar para completar trecho de viagem. Veja se vale a pena

Publicação: 02/01/2014 07:59 Atualização: 02/01/2014 09:51

Não tem milhas suficientes para poder resgatar uma passagem aérea pelo programa de fidelidade? Basta comprá-las. Depois do Smiles, associado à Gol, iniciar a venda das milhas no seu site, agora é a vez do Multiplus, vinculado à TAM, oferecer essa possibilidade. Mas, se o atrativo desses programas era ganhar os bilhetes gratuitamente, será que vale a pena pagar para poder resgatar a passagem? O consumidor precisa ficar atento e checar os preços cobrados no mercado para o trecho, pois o pagamento pela pontuação extra pode sair mais caro que comprar a própria passagem.

No começo, era preciso viajar muito pela mesma companhia aérea para acumular milhas suficientes para resgatar uma passagem prêmio, através do programa de fidelidade das empresas de aviação. Em seguida, veio a parceria com os bancos, permitindo aos consumidores acumular pontos através do consumo do cartão de crédito, para então convertê-los em milhas. “Só que, como a maioria dos bancos permite transferir os pontos para qualquer um dos programas, a fidelidade do consumidor passou a ser menor. Essa venda das milhagens é mais uma estratégia para as empresas se capitalizarem em cima do programa”, explica Luiz Maia, economista e consultor do blog Lições de Bolso (www.licoesdebolso.com.br).

No Multiplus, é permitido adquirir até 50 mil pontos anuais, um pouco mais que o Smiles, onde o limite é de 40 mil. Atualmente, os dois programas estão cobrando o mesmo: cada milha custa R$ 0,07. Ou seja, a cada 1 mil milhas compradas o consumidor paga R$ 70. O pagamento pela pontuação extra pode ser por meio do cartão de crédito, débito em conta ou boleto bancário.

Na avaliação de Luiz Maia, a compra das milhas pode ser vantajosa para pequenas quantidades. “Somente para completar o que falta para atingir o total”, indica o economista. Mas pode ser uma armadilha também. “Às vezes, tentar resgatar a passagem pelo prêmio sai mais caro que comprar o bilhete, até porque as próprias milhagens estão sofrendo desvalorização. É preciso cada vez mais milhas para conseguir resgatar um bilhete”, afirma ele.

O Diario fez uma simulação para quem for viajar na semana de carnaval para o Rio de Janeiro. Saindo do Recife na sexta 28 de fevereiro e retornando no domingo 8 de março, na TAM, há passagens a partir de 20 mil pontos. Se o consumidor fosse comprar toda essa pontuação custaria R$ 1,4 mil. Mas o preço normal do bilhete ida e volta é de R$ 607. No Smiles, o mesmo período também sai por 20 mil milhas, enquanto a Gol cobra R$ 643 pelo bilhete.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »