Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Concurso » Confira dicas para garantir bom desempenho na prova do BB

Correio Braziliense

Publicação: 31/12/2013 09:50 Atualização:

Será a primeira seleção do estudante de engenharia civil Pedro Moura, que se prepara durante as férias. Foto: Ed Alves/CB/D.A Press
Será a primeira seleção do estudante de engenharia civil Pedro Moura, que se prepara durante as férias. Foto: Ed Alves/CB/D.A Press
O Banco do Brasil lançou edital com 8.630 vagas para formação de cadastro de reserva. As oportunidades são para atuar no cargo de escriturário, com lotação em oito estados e no Distrito Federal. A seleção exige nível médio de escolaridade dos candidatos e a remuneração inicial é de R$ 2.043,36. Além do salário, o funcionário possui vantagens como possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional e participação nos lucros.

A banca responsável pelo certame é a Cesgranrio. Serão três etapas: provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos com caráter classificatório e eliminatório, redação e perícias médicas e exames admissionais de caráter eliminatório. As provas objetivas serão divididas em 35 pontos — com matérias como língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático e atualidades do mercado financeiro — e outros 65 pontos para conhecimentos específicos — como técnicas de vendas, cultura organizacional, atendimento, conhecimentos bancários e domínio produtivo da informática.

Estreia

Essa será a primeira seleção para um cargo público do estudante de engenharia civil Pedro Moura, 18 anos, que está se dedicando durante as férias da faculdade. “Ainda não sei muito sobre as matérias, mas estou fazendo cursinho pela manhã e também estudo durante a tarde”, diz. O maior incentivo à participação do candidato é a remuneração, que também o ajudará a pagar parte da mensalidade da graduação.

Na etapa da prova objetiva, é preciso estar muito bem preparado em duas disciplinas: informática e conhecimentos bancários, que representam 35% da nota final. Para o professor de conhecimentos bancários do Instituto IMP Guilherme Cabral, a matéria é decisiva para a aprovação. “É uma matéria que poucas pessoas dominam. Aquele candidato que se dedicar mais à ela, certamente, garantirá uma classificação mais vantajosa”, diz. A parte do edital que diz respeito a conhecimentos bancários divide o conteúdo em 15 questões com peso diferente entre elas, sendo 10 com valor de um ponto e cinco valendo dois pontos, totalizando 20 pontos. O professor afirma que as questões de nível médio e difícil definirão a classificação e acredita ser possível que haja mescla com outras disciplinas, como cultura organizacional e atualidades do sistema financeiro.

A disciplina de atualidades do mercado financeiro é mais direcionada a certames bancários e deve ser revisada de forma especial por estar envolvida com outras matérias. O professor da disciplina no Ponto dos Concursos César Frade observa que o conteúdo é dinâmico e muda a cada mês. “O aluno deve estar atento às reuniões do Conselho Monetário Nacional (CMN), pois as matérias que caem nesses concursos sempre estão relacionadas aos temas tratados nas reuniões”, afirma. No cenário financeiro nacional, César Frade diz que é preciso entender as recentes crises e, principalmente, as mudanças que ocorreram após a crise americana de 2008. “O mercado financeiro brasileiro é bem mais regulado do que o americano, então, é menos suscetível a crises, mas também é necessário analisar o que a crise provocou no nosso mercado”, alerta. Como forma de estudo, o professor indica refazer a prova do Banco do Brasil de 2011 e as últimas provas da Cesgranrio. “A banca distribui o conteúdo bem entre os itens, mas quase todas as provas são bem similares e possuem questionamentos diretos”, explica. Outro conselho é acessar o site do Banco Central e analisar a aba “perguntas e respostas”.

É preciso se dedicar também à disciplina de informática. No edital, ela está denominada como domínio produtivo da informática, mas, para o professor do Instituto Processus Nereu Costa, o que realmente aparece na prova é a parte teórica. “O banco é todo informatizado, então, ter o conhecimento profundo da matéria é muito importante tanto para a prova quanto para desempenhar a função lá dentro”, diz. Baseado nas últimas seleções da banca e de outras instituições bancárias, ele sugere aprofundar os estudos em segurança da informação. “Conceitos do protocolo HTTPS de segurança criptografada, computação nas nuvens, worm, vírus adware e back doorf são frequentes. E não só os conceitos mas também as diferenças e relações entre eles”, explica.

O edital traz ainda questões relacionadas a BrOffice e Microsoft, além dos sistemas operacionais Windows e Linux. “Como são 15 pontos da prova, é preciso analisar todos os tópicos descritos no edital para não perder questões de nível fácil”, alerta. Em relação a conteúdos mais específicos, Nereu Costa diz que é necessário dar atenção em como inserir tabelas, cabeçalho e rodapé no Word, as fórmulas de soma e de média no Excel e as configurações do sistema no painel de controle do Windows 7. Para finalizar, o professor diz que já caíram questões relacionadas a redes sociais e a conceitos de educação a distância.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »