Pernambuco.com



  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia Federal » Empresário, ex-proprietário da Lousano, é preso no Recife

Publicação: 30/12/2013 09:46 Atualização: 30/12/2013 10:32

Divulgação/PF
Divulgação/PF
O empresário Pascoal Grassioto, de 62 anos, ex-proprietário da Lousano (indústria de condutores elétricos), foi preso no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, quando tentava embarcar para os Estados Unidos. Segundo a Polícia Federal, o homem já foi preso por sonegação fiscal, formação de quadrilha e obtenção mediante fraude de financiamento em instituiçao financeira.  

O suspeito é natural de Jandaia do Sul, no Paraná, mas morava há três anos em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Ele foi preso nesse domingo (29), por volta das 13h. Ele se preparava para o voo da empresa Copa Airlines para os Estados Unidos com escala no Panamá para participar da cerimônia de casamento do seu filho. Ao checar os principais bancos criminais nacionais e internacionais, os policiais verificaram que existia um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juiz da 1ª Subseção Judiciária Federal de São Paulo com validade até o dia 03 de agosto de 2019.

Pascoal Grassioto foi notificado da existência do mandado e impedido de prosseguir viagem sendo levado até a sede da Superintendência da Polícia Federal. De acordo com a polícia, o suspeito mostrou-se surpreso e disse que desconhecia o mandado de prisão em aberto em seu desfavor, porém ao analisar a síntese da decisão, percebeu-se que dos seis endereços possivelmente fornecidos à Justiça Federal, os oficiais de justiça não conseguiram encontrá-lo em nenhum deles para comparecer às audiências a fim de que fosse informado do cumprimento da sentença de uma pena alternativa, e por não ter sido localizado a pena restritiva de direitos foi convertida em privativa de liberdade por três anos e quatro meses de reclusão.

Entenda o caso
A Lousano Indústria de Condutores Elétricos Ltda. foi fundada em 5 de maio de 1967 pelo Sr. por Antônio Lousano para produzir condutores elétricos e eletrônicos para o mercado da construção civil. Com o empreendedor Pascoal Grassioto à frente da empresa desde 1984, a Lousano tornou-se uma das maiores e mais representativas empresas de atuação no mercado. O Grupo Lousano foi também pioneiro no marketing esportivo, tendo sua logomarca estampada nos uniformes dos maiores e mais representativos clubes de futebol (Lousano Paulista F.C, Vasco da Gama, Santos e Guarani) e outros esportes do Brasil, tornando-se o primeiro clube-empresa de nosso país. A Lousano faliu e não encontra-se mais em atividade.


No dia 23 de abril de 2003, uma denúncia de porte de maconha com o consultor da empresa Lousano levou o Departamento de Investigação Sobre Narcóticos de São Paulo a descobrir um caso de sonegação fiscal. Em vez da droga, no porta mala do carro encontraram um pacote com 2,5 mil notas fiscais frias da Lousano. Ao seguirem para o endereço da gráfica que imprimia o material, na Zona Norte de São Paulo, foram encontradas outras 2,5 mil notas frias. Oito pessoas foram presas, entre elas o dono da empresa, sob acusação de sonegação fiscal e formação de quadrilha. Segundo o Denarc, a Lousano havia emitido pelo menos 15 mil notas fiscais frias em apenas dois meses.


Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: josadaque Nascimento
Quando chegar no STF que vai assinar a liberação. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »