Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Balanço » Vendas em shopping centers no Natal têm o pior resultado dos últimos cinco anos

Agência O Globo

Publicação: 26/12/2013 11:04 Atualização: 26/12/2013 17:00

No ano as vendas cresceram 8% na comparação com 2012 e o faturamento chegou a R$ 132,8 bilhões (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
No ano as vendas cresceram 8% na comparação com 2012 e o faturamento chegou a R$ 132,8 bilhões
A Associação dos Lojistas de Shopping (Alshop) considerou as vendas do Natal o pior resultado últimos cinco anos. O crescimento das vendas foi de 5%, de acordo com a Alshop. Segundo a entidade, não fosse a abertura de 16 mil lojas em 38 shoppings inaugurados pelo país, o crescimento das vendas na data seria zero. O mesmo aconteceu com o resultado anual que cresceu 2,5%, já descontada inflação, por conta dos novos pontos de venda. Dados da Serasa também apontam desempenho fraco do comércio na semana da data (18 a 24 de dezembro), na comparação com igual período do ano anterior. As vendas para o Natal cresceram 2,7% em todo o país. Foi o resultado mais fraco desde 2003, quando o levantamento começou a ser realizado.

"Foi o pior resultado dos último cinco anos. Se não tivessesmo esse crescimento vegetativo teríamos um resultado igual ao do ano passado e, em alguns setores, até negativo", disse Nabil Sahyoun, presidente da Alshop. No início de 2013, a previsão era de uma alta de 10% a 11% nas vendas deste Natal.

Os setores que menos venderam foram os de vestuário, cujas vendas caíram 1% no período e 2% no ano, além de calçados. Perfumaria e cosméticos foi o segmento com maior crescimento de vendas no Natal , com alta de 12% em relação a 2012.

No total, a indústria de shoppings - com 197,1 mil lojas em 828 centros de compras instalados em todo o país - vendeu R$ 132,8 bilhões em 2013 contra R$ 123,1 bilhões no ano passado. O crescimento nominal foi de 8%, enquanto o crescimento real chegou a 2,5%.

Para 2014, a estimativa da Alshop é de qua as vendas do setor cresçam 3%, puxadas, a exemplo deste ano, pela abertura de 20 a 25 shoppings no decorrer do ano. Sahyoun considera que o câmbio vai continuar sendo a maior preocupação dos lojistas no próximo ano por causa de seu efeito nas taxas de inflação. Ao longo de 2013, segundo ele, a alta do dólar acabopu gerando reajusyte nos preços do varejo, esepecialmente nos vestuários que representam uma boia parcela das vendas em shoppings.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »