Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mercado financeiro » Em semana de reunião do banco central dos EUA, Bolsa sobe e dólar se mantém a R$ 2,33

Agência O Globo

Publicação: 16/12/2013 11:24 Atualização:

Numa semana de expectativa em relação à reunião do Federal Reserve (Fed), o banco central americano, o dólar iniciou a sessão em queda frente ao real nesta segunda-feira (16). Às 11h15, a moeda americana se desvalorizava 0,21% sendo negociada a R$ 2,328 na compra e R$ 2,330 na venda, uma baixa de 0,21%. Na máxima do dia, a divisa foi negociada a R$ 2,336 (alta de 0,04%) e na mínima bateu em R$ 2,327 (queda de 0,34%). O mercado aguarda novos números da indústria nos Estados Unidos que podem influenciar na decisão do Fed.

Pela manhã, o Banco Central brasileiro realizou mais um leilão de venda de contratos de swap cambial tradicional, operação que equivale a uma venda de dólares no mercado futuro. Foram ofertados 10 mil contratos, que totalizam US$ 500 milhões. O leilão ajuda na queda do dólar frente ao real.

“Mesmo assim, até a reunião de quarta-feira (18), a postura deve ser de cautela, com poucos investidores fazendo apostas mais arriscadas. Por isso, o dólar se mantém ao redor de R$ 2,33”, diz um operador de câmbio.

O encontro do Federal pode definir alterações na política monetária dos Estados Unidos. Desde a semana passada, os investidores têm agido com cautela à espera da decisão do Fed. Uma parte do mercado aposta no início da redução dos estímulos à economia. Com isso, seriam reduzidas as compras mensais de títulos, que somam US$ 85 bilhões. Outra parte dos investidores acredita que essa redução só deve começar em 2014, já que indicadores econômicos como inflação e taxa de desemprego ainda estão aquém dos níveis que o Fed considera aceitáveis para começar a retirada dos estímulos.

As bolsas de valores têm mostrado volatilidade antes da reunião do Fed. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, iniciou os negócios desta segunda-feira em alta e às 10h07m subia 0,37% aos 50.238 pontos. Dados mais positivos animam as Bolsas da Europa, e a Bovespa acompanha esse movimento. No mês, até a última sexta-feira, o Ibovespa se desvaloriza 4,63%, enquanto no ano a perda é de 17,88%. A expectativa é que o Ibovespa acompanhe os mercados americanos. Por aqui, conta ainda para aumentar a volatilidade o vencimento de opções sobre ações hoje.

Números da atividade industrial desgradam na China

Hoje, um número mais fraco sobre a atividade industrial na China pode afetar ações ligadas a matérias-primas. O índice dos gerentes de compras(PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade industrial chinesa pode caiu para 50,5 pontos em dezembro - menor nível em três meses -, de 50,8 pontos em novembro, segundo dados divulgados pelo instituto de pesquisas Markit Economics em parceria com o banco HSBC.

Também foram divulgados indicadores positivos da indústria na zona do euro. O PMI da região subiu de 51,6 para 52,7, o que faz os principais pregões subirem. O índice Dax, principal da Bolsa de Frankfurt, tem valorização de 1,51%, já que o indicador de atividade da indústria alemã subiu de 52,7 para 54,2.

Juros futuros recuam

As taxas dos contratos de depósitos interfinanceiros (DIs) iniciaram as negociações de hoje na BM&FBovespa em queda. Além da reunião do Federal Reserve, na quarta, o mercado está à espera dos indicadores de atividade industrial dos Estados Unidos, que saem hoje. A taxa do contrato com vencimento em janeiro de 2015 caía de 10,50% para 10,48%. A taxa do DI para janeiro de 2017 recuava de 12,01% para 11,97%.



Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »