Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Falta de acordo » Trabalhadores da construção civil pesada e do mobiliário ameaçam greve na segunda-feira (16)

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 12/12/2013 14:51 Atualização:

Falhou a tentativa de acordo na campanha salarial entre os sindicato patronal e das indústrias da construção civil pesada e do mobiliário de Jaboatão dos Guararapes, Zona da Mata e Litoral Sul (Sintraincom-PE), nesta sexta-feira (13), em audiência de conciliação na Delegacia Regional do Trabalho (DRT), na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/PE).

Com o impasse, a categoria pode paralisar as atividades na próxima segunda-feira (16), conforme aprovação em assembleia realizada pela classe na última sexta-feira (6). De acordo com o Sintraincon-PE, a pauta de reivindicações da categoria pede um reajuste de 12% no salário base, implementação da Participação nos Lucros e Resultados (PRL), concessão de cesta básica no valor de R$ 120 e pagamento de 100%  de hora extra aos sábados, domingos e feriados.

No entanto, o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (Sinduscon/PE), que representa os patrões, ofereceu como contraproposta apenas um reajuste salarial de 7% e não está disposto a pagar cesta básica para os trabalhadores. Com uma base sindical formada por cerca de 40 mil trabalhadores do setor da construção civil pesada e mobiliário, entre pedreiros, eletricistas, encanadores hidráulicos, armadores, pintores e carpinteiros, a categoria é responsável pela execução de obras importantes de construtoras como Odebrechet e Queiroz Galvão.

O presidente do Sintraincom-PE, Luiz Cavalcanti, já adiantou que  a paralisação, caso ocorra, será por tempo indeterminado. “Nossa categoria toca obras importantes de grandes construtoras do estado. Com certeza, nossa paralisação vai causar um impacto grande e negativo na economia, já que muitas obras terão seus prazos de entrega adiados”, alertou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »