Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Endividamento » Número de brasileiros com pagamentos parcelados cai ao menor nível em outubro desde 2009

Agência O Globo

Publicação: 10/12/2013 16:24 Atualização:

O número de brasileiros com algum tipo de pagamento parcelado caiu de 41% em outubro do ano passado para 38% no mesmo mês deste ano, de acordo com pesquisa da Fecomércio RJ/Ipsos. Foi a primeira vez que a tomada de crédito recuou desde março deste ano. É o menor nível já registrado para o mês desde que a pesquisa foi iniciada, em 2009.
Os consumidores estão dando prioridade aos compromissos assumidos anteriormente, afirmou, em nota, o economista Christian Travassos, da Fecomércio RJ. Além disso, o resultado foi influenciado pelo aumento de impostos que haviam sido reduzidos, como o IPI.

As compras incluem artigos de vestuário e eletrodomésticos, ambos com 25%, seguidos de eletrônicos (14%) e móveis e veículos (ambos com 13% de adesão). O carnê ainda é o preferido dos consumidores, sendo usado por 60% deles, seguido pelo cartão de crédito (38%).

O percentual dos que disseram que teriam folga no orçamento familiar foi de 27% de outubro, o segundo maior da série histórica para o mês, atrás apenas de 2011 (31%). Os entrevistados que afirmaram que faltaria dinheiro somaram 22%, nível igual ao do mesmo mês do ano passado. E os que disseram que o dinheiro seria o suficiente para pagar as despesas também se manteve em 50% no mês.

Com a folga no orçamento, 35% dos consumidores disse ter a intenção de poupar para gastar no futuro. É o maior percentual para o mês desde o início da série histórica e um aumento de seis pontos percentuais em relação a outubro de 2013. O gasto com alimentação é a segunda preferência dos consumidores, com 27% das intenções - aumento de 8 pontos percentuais em relação ao ano passado.

A pesquisa, de âmbito nacional, realiza mil entrevistas mensais em 70 cidades, incluindo nove regiões metropolitanas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »