Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Negócios » 70 mil cores e formas de lucrar com as unhas Ir à manicure deixou de ser uma tarefa rotineira na vida das mulheres. Com a competitividade do mercado, empresários reinventam o serviço e agregam valor ao negócio com diversidade de produtos e mimos às clientes

Augusto Freitas

Publicação: 08/12/2013 10:00 Atualização: 06/12/2013 21:52

A empresária Rosana Trindade, 49, está à frente da Esmalteria Nacional, no bairro das Graças. Em breve, vai inaugurar um happy hour no local. Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press
A empresária Rosana Trindade, 49, está à frente da Esmalteria Nacional, no bairro das Graças. Em breve, vai inaugurar um happy hour no local. Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press

Você, mulher antenada que adora uma novidade, possivelmente nunca foi santa. Também já foi maliciosa. Resolveu, em algum momento, “azulcrinar”. E, claro, se deixou beijar, assuma. Relaxe. O texto não trata de um novo aplicativo criado para analisar seu comportamento pessoal. Se você parar um segundo e pensar direitinho, vai perceber que os termos que abrem esta matéria servem de disfarce para algo que o público feminino adora: esmaltes.

Eles estão com tudo. Basta perguntar nas mesas dos barzinhos, salões de beleza ou shopping centers. “Nunca Fui Santa”, “Malícia”, “Azulcrination” e “Deixa Beijar” são uma pequena amostra da diversidade de esmaltes que tomou conta do mercado de estética e beleza. Tanto que o segmento, de tão aquecido, não para de inovar com produtos e serviços diferenciados.

Apostar na diversidade de cores foi o primeiro passo. Hoje, já é possível chegar em um quiosque e escolher a tonalidade desejada entre 70 mil (não se assuste, é isso mesmo) cores. Em poucos minutos, dá para sair com produtos que custam entre R$ 12 e R$ 15 a unidade - dependendo se for cremoso, perolado ou metalizado. Na Esmalte Machine, isso é possível. A franquia, aliás, está bombando no mercado.

A Esmalte Machine, no Shopping Recife, oferece até 70 mil possibilidades de tons. Foto: Divulgação
A Esmalte Machine, no Shopping Recife, oferece até 70 mil possibilidades de tons. Foto: Divulgação
“Meu marido, Sylvio Freire, via que eu comprava diversas cores de esmaltes para mim, minhas irmãs e sobrinhas. Então ele imaginou como seria se houvesse uma máquina que fizesse milhares de cores. Após muita pesquisa, trabalho e desenvolvimento, chegou à primeira versão da Esmalte Machine, que já vem com um agitador de cores”, explica Shâmara Rached, diretora comercial da marca. Nos pontos de vendas, cada cliente compra, em média, seis esmaltes de uma vez. Ainda há kits com duas, quatro ou seis unidades, segundo ela.

A ideia deu certo. Até porque o mercado, em constante ascensão (entenda-se o desejo natural das mulheres de estarem sempre mais bonitas), pede cores e diferentes tipos de esmaltes. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) e dão uma dimensão do crescimento: faturamento de R$ 580 milhões em 2012 e um aumento de 14,1% em relação 2011 (R$ 508,5 milhões).

As opções de negócios são no formato quiosque, loja, os mais procurados, e até manicure delivery. O investimento inicial, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), varia de R$ 25 mil a R$ 57 mil, dependendo do formato. O setor deve crescer, já que a lucratividade do segmento de beleza, categoria desse tipo de atividade, é de 10% a 20%.  A ABF diz que o prazo de retorno é de, no mínimo, 12 meses.

A rede Esmalte Machine oferece, ainda, a possibilidade de o franqueado explorar a consultoria na casa das clientes. “Quem quer ter seu próprio negócio investe em um kit, que eu chamo de lojinha dentro da mala, vendendo para empresas, salões e amigos. Há embalagens para dois, quatro ou seis esmaltes, sacolas para presentes, catálogo de cores e muito mais”, pontua Shâmara.

Gel e happy hour
A estética das unhas não se resume só ao ato de escolher uma cor, vai mais além. Um dos nichos mais crescentes é o de esmaterias específicas, onde você visita e sai com as unhas bem cuidadas e bonitas. A Esmalteria Nacional é outra franquia que está ganhando o mercado. No Recife, a segunda unidade foi inaugurada na semana passada, nas Graças, e outra está sendo finalizada em Piedade. A primeira fica em Casa Forte.

Os serviços na Esmalteria vão de R$ 12 a R$ 50. Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press
Os serviços na Esmalteria vão de R$ 12 a R$ 50. Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press
A empresária Rosana Trindade, 49, contou com a ajuda da filha, Nayane Rabelo, 25, para pesquisar o mercado e decidir pela franquia. Na unidade das Graças, as clientes escolhem entre 300 e 400 cores de esmaltes, nacionais e importados, de marcas como Coloroma, Risqué, Dior ou Channel. Os serviços custam entre R$ 12 (esmaltação simples) e de R$ 36 a R$ 50 (esmaltes importados).

“A ideia é oferecer os serviços de manicure, pedicure e podologia, além de depilação, com uma proposta diferenciada de cuidados das unhas. Não vendemos esmaltes, mas temos uma originalidade de cores e tipos para todos os gostos. Em breve, teremos promoções diferenciadas, com happy hour e serviços diferenciados para fidelizar os clientes”, destaca Rosana. O investimento na franquia foi entre R$ 100 mil e R$ 120 mil.

O crescimento do setor é tamanho que até as empresas que fornecem a matéria-prima para as unhas em gel (desejo de dez entre dez mulheres no momento) estão a pleno vapor. Com 30 clientes em Pernambuco, sendo 13 só no Recife, a LCN Brasil, representante da alemã LCN, está há dois anos e meio no mercado brasileiro e garante que o segmento vai crescer ainda mais.

“Existe gel para cada tipo de unha e, em média, a cada 20 dias é preciso fazer a manutenção. O mercado está superaquecido”, atesta Cristina Freitas, consultora de negócios da LCN. A empresa trabalha com gel à base de resina dentária (bem mais resistente) e tem 3 mil produtos certificados pela Anvisa. Além de fornecer os produtos para grandes salões, a LCN dá todo o treinamento de aplicação das unhas. “A Esmalteria Nacional é uma de nossas clientes e a ideia é estendermos ainda mais as parcerias”, completa Cristina. E aí, já pintou as suas unhas nesta semana?   

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »