Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fábrica de vacinas » Nova unidade da Novartis terá crédito de R$ 804 milhões

Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicação: 04/12/2013 08:44 Atualização: 04/12/2013 10:04

Os recursos para construção da fábrica de vacinas da Novartis, que será localizada em Jaboatão dos Guararapes, foram aprovados ontem pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os recursos, que somam R$ 804 milhões, serão destinados à produção de três tipos de proteínas utilizadas na formulação de uma vacina contra meningite B, a Bexsero. Esta será a primeira vacina no mundo contra a doença a ser produzida a partir de uma tecnologia pioneira, conhecida como “vacinologia reversa” que é aquela produzida com base em informação genética.

De acordo com comunicado divulgado pelo BNDES, a nova vacina será composta de quatro antígenos, dos quais três serão produzidos na fábrica pernambucana e exportados para uma unidade da empresa na Itália, onde serão incorporados na vacina contra a meningite B. A tecnologia referente aos processos produtivos dos antígenos fabricados no Brasil será transferida de outra unidade da Novartis na Áustria.

O projeto pernambucano foi anunciado em 2007. Na época, a planta vinha sendo disputada pelo Brasil juntamente com a Índia, China e Cingapura. Em setembro de 2009, a empresa lançou a pedra fundamental do empreendimento em um terreno localizado no chamado Polo Farmacoquímico, em Goiana, Zona da Mata Norte do estado. Porém, após análises, a empresa suíça considerou que o solo e a distância dos polos de exportação do produto (portos e aeroportos) não eram ideais e optou pela transferência do empreendimento para Jaboatão dos Guararapes.

Por meio de nota, a Novartis confirmou a aprovação do financiamento e destacou que o valor total do projeto está estimado em R$ 1 bilhão. A previsão de inauguração da construção civil é para o primeiro semestre de 2014. Quando em operação, a fábrica irá gerar 120 empregos diretos. Desde 2009, a Novartis já contratou 15 engenheiros, biólogos e farmacêuticos brasileiros que já estão envolvidos na construção e formatação da fábrica.

“Esses profissionais recebem treinamentos nas outras fábricas da Novartis na Itália e nos Estados Unidos. Hoje, a maioria atua diretamente no projeto da área de engenharia e é responsável pela condução de sistemas e equipamentos de produção e de infraestrutura. Os outros profissionais trabalham na preparação da transferência da tecnologia e da engenharia de manutenção”, ressalta o comunicado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »