Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Reajuste dos combustíveis » Para analistas, "falta transparência" em metodologia da Petrobras

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 02/12/2013 09:37 Atualização: 02/12/2013 12:38

A nova metodologia de reajuste dos combustíveis implantada pela Petrobras, ainda indefinida, promete gerar muitas discussões. Para grande parte dos analistas financeiros, a decisão da estatal na sexta-feira (29) de não divulgar detalhes sobre a fórmula de remarcação mantém incertezas para o mercado, em um momento em que a empresa enfrenta defasagem dos preços domésticos na comparação com os internacionais.

De acordo com o portal Folha/UOL, na ediação online desta segunda-feira (2), a estatal disse que “por razões comerciais, os parâmetros da metodologia de precificação serão estritamente internos à companhia”. Na sexta, a Petrobras reajustou os preços nas refinarias em 4% para a gasolina e em 8% para o diesel, já como consequência de uma nova política de preços.

Para analistas do Itaú BBA, por exemplo, “a falta de transparência causará frustração no mercado. Ninguém sabe exatamente quais são os indicadores ou quais são os gatilhos ou períodos para as revisões, deixando espaço para potenciais manobras nos preços”.

“Nós nos questionamos o que realmente mudou”, disseram ao portal os analistas Paula Kovarsky e Diego Mendes, em nota a clientes no fim de semana. O Credit Suisse rebaixou, no domingo, a recomendação para as ações da empresa para “underperform” (abaixo da média do mercado). O preço alvo das ADRs está estimado pelo banco em 14 dólares.

“Aumentos tímidos nos preços e uma metodologia de precificação opaca deterioram a percepção sobre a governança corporativa, enfraquecem a posição de uma equipe de gestão forte e técnica, têm um significativo impacto nos lucros e na avaliação e deixam o balanço financeiro extremamente frágil em meio a um 2014 cheio de incertezas”, disseram os analistas Vinicius Canheu e Andre Sobreira, do Credit Suisse, em relatório a clientes.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »