• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Empreendedorismo Iconografia transforma brasilidade em oportunidade de negócios para a Copa 2014

Publicado em: 05/11/2013 16:15 Atualizado em:

A circulação de turistas estrangeiros e brasileiros nas cidades-sede da Copa do Mundo Fifa 2014, entre elas o Recife, irá gerar uma série de oportunidades para empresas já estabelecidas e para os negócios nascentes. Pensando nisso, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Pernambuco (Sebrae-PE) desenvolveu o projeto Iconografia Brasilidade. O objetivo da ferramenta, realizada em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDEC) e o Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE), através do Marco Pernambucano da Moda, é explorar, antes, durante e depois da disputa o potencial econômico e social que o mundial de futebol representa para toda a cadeia produtiva do estado.

Segundo o Sebrae-PE, o projeto é inédito no Brasil e teve como foco a criação de 14 ícones cuja temática mescla elementos da cultura, tradição e história do Brasil e o tema futebol, como a bandeira brasileira, o canário, a arara azul e o pandeiro. Eles poderão ser utilizados livremente por microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte (MPEs) para ilustrar produtos, que podem ser comercializados por toda a cadeia produtiva pernambucana de moda e confecção a acessórios e artesanato, envolvendo tanto criações mais populares como itens de luxo.

A iconografia, que faz parte do programa Sebrae 2014, foi desenvolvida por seis designers de várias regiões do estado, ligados ao Centro Pernambucano de Design (CPD), entre eles Adele Pereira, Chico Marinho, Danielle Simões, Guilherme Luigi, Marcelo Taubert e Renata Gamelo. Os ícones serão oferecidos de forma gratuita aos empresários por meio dos portais do Marco Pernambucano da Moda (www.marcopemoda.com.br) e do Sebrae-PE (www.pe.sebrae.com.br). Além das 14 imagens disponíveis, os empreendedores que desejarem ter acesso a ícones exclusivos podem se inscrever para participar de consultoria do programa Sebraetec.

Durante a apresentação do projeto Iconografia Brasilidade, os visitantes poderão conferir uma exposição com peças de moda e acessórios produzidas com os ícones desenvolvidos pelos designers que estarão à disposição dos empreendedores. Haverá, ainda, um bate-papo com Valéria Vargas, especialista em moda com foco em consumo e comunicação de marca. Valéria irá falar sobre o mercado internacional de moda e como algumas experiências que estão acontecendo no exterior podem ser replicadas com sucesso no Brasil.

A trajetória profissional de Valéria inclui passagem por empresas como Natura Cosméticos e no atendimento a organizações como Anna Pegova, Montblanc e Nivea, além de ter trabalhado com empresas internacionais como Coty Prestige e Procter & Gamble Prestige. No campo da moda, realizou imersão em alguns países para marcas internacionais como Jean Paul Gaultier, Oscar de La Renta, Calvin Klein, Lacoste, Dolce & Gabbana e Hugo Boss.

De acordo com o Sebrae-PE, o projeto Iconografia Brasilidade surgiu de uma constatação: a falta de brasilidade em produtos e serviços, principal problema encontrado pelo órgão em algumas das cidades-sede da Copa das Confederações 2013. Nesses locais, foram avaliados negócios de serviços, turismo e comércio durante os jogos da competição. Como resultado do trabalho, chegou-se à conclusão que relacionar os produtos e serviços à identidade e características brasileiras (a exemplo das cores ou características nacionais) é fundamental para lucrar durante a Copa de 2014, especialmente porque o turista estrangeiro espera passar por uma experiência autenticamente brasileira em tudo o que ele comprar ou consumir.

Sebrae 2014

O Programa Sebrae 2014 tem como objetivo auxiliar MPEs e MEIs a se tornarem mais competitivos com as oportunidades oferecidas pelos megaeventos esportivos, a exemplo da Copa de 2014. Seu foco está centrado nas 12 cidades-sede da competição (Recife, Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) e as ações priorizam nove setores com maiores possibilidades de geração de negócios com a realização da Copa, como moda (têxtil e confecções, couro e calçados, gemas e joias), artesanato, turismo, cultura e entretenimento, comércio varejista, serviços, gastronomia, construção civil, madeira e móveis, agronegócios e tecnologia da informação e comunicação.

Marco Pernambucano da Moda

A ação faz parte do Programa Pernambuco Criativo, executado a partir de convênio no valor de R$ 2 milhões firmado em 2010, entre a SDEC e a PetroquímicaSuape (PQS). A missão da incubadora é preparar empreendedores e profissionais da cadeia têxtil e de confecções em Pernambuco agregando conhecimentos, inovação e tecnologias, transformando ideias em produtos, processos e serviços com qualidade e competitividade.

Atualmente, segundo o Sebrae-PE, o MPM está na etapa final da fase de pré-incubação dos 13 projetos que participam do programa que começou no início deste ano. A incubação propriamente dita, que é o próximo momento do projeto, deve ter início no próximo mês, com a inauguração parcial do prédio na Rua da Moeda. O Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecção em Pernambuco (NTCPE) é a organização social gestora do equipamento.

Relação das empresas expositoras da mostra

1.    Club Noir - duas peças
2.    Carla Coelho - duas peças
3.    Fridas - duas peças
4.    Transfer Mania - dez peças
5.    Kangapé - quatro peças
6.    Anunciada - quatro peças
7.    Sancara - quatro peças
8.    FAG Bolsas - seis peças

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.