• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Homenagem Alunos fazem homenagem ao cartunista do Barô Barata

Publicado em: 06/11/2014 13:52 Atualizado em:

 (Jarbas Domingos/ Divulgação)

 

Alunos do 4° ano do Instituto Nossa Senhora de Lourdes (Salesianas de Gravatá) homenagearam Jarbas Domingos, cartunista da tirinha Barô Barata do Diarinho. A partir da leitura de um livro paradidático, que falava sobre cordel, os alunos, com a ajuda da professora Josefa da Silva, conhecida como Mocinha, decidiram criar um cordel sobre a tirinha e o cartunista. A professora utiliza a tirinha em sala de aula e em provas para os alunos estudarem interpretação. "É importante levar para às crianças a tirinha porque estimula a leitura, a produção escrita e o conhecimento dos vários gêneros textuais. E todos ficaram encantados com o resultado final do projeto”, explicou Mocinha.

O cartunista ficou bem surpreso com a homenagem e disse que o carinho que é demonstrado pelos leitores o motiva ainda mais. "Já recebi cartinhas carinhosas, desenhos dos personagens feitos pelos pequenos leitores, mas nunca havia recebido um poema de cordel. Foi bem bonita a homenagem!", contou Jarbas. Ele sabia que as tirinhas eram utilizadas como aprendizado em sala de aula, mas nunca imaginou uma homenagem assim.

História do Barô Barata - A tirinha foi publicada pela primeira vez no final da década de 90 e desde 2006 faz grande sucesso no Diarinho. Em 2010, Jarbas lançou o livro do Barô. O livro disputou a final do prêmio HQMIX juntamente com trabalhos de Maurício de Souza (pai da Mônica) e Fernando Gonzales (pai do Níquel Náusea). "Não ganhei o prêmio, mas ficar na final com esses dois monstros foi uma grande honra. Escolheram apenas três publicações de todo o Brasil no gênero tirinhas e o Barô estava lá", disse Jarbas.

Confira o cordel feito pelos alunos:

Jarbas, cabra da peste


Atenção minha gente
Que agora vamos falar
De um artista inteligente
Que não para de criar
Charge, cartum e tirinha
Pra criançada apreciar.

Ele é Jarbas Domingos
Que trabalha num jornal
Gosta muito dos amigos
É um “cabra” especial.
Desde criança sabido
Eita menino legal!!

Sua infância foi feliz
Ao lado da avó Enedina
Do jeito que sempre quis
Faz desenho que imagina
Todo mundo pede “bis”
Do trabalho que anima.

Aos 15 anos viajando
Pra estudar Edificações
Foi no ônibus criando
O Barô e suas emoções
Faz sucesso desenhando
E a galera vai amando.

Que menino corajoso!
Quando mandou seu trabalho
Pra um jornal e ansioso
Ficou esperando o resultado
-Que “bichim” habilidoso!
Disseram eles e publicaram.

Já ganhou tantos prêmios
Que nem sabemos contar
Esse cara é um gênio!
Que não dá pra explicar
Gostaríamos de conhecê-lo
Para a gente prosear.

Em “Design” se formou
Pela Federal de seu estado
Depois disso não largou
O trabalho tão amado
É um grande ilustrador
Ele é sempre adorado.

Foi no Diário de Pernambuco
Que encontrou seu lugar
Formando seu grande público
Pra sua arte mostrar
Para nós ele é único
Que não dá pra comparar.

Dos desenhos que ele gosta
O Bob Esponja de destaca
Das tirinhas ele mostra
A “Mafalda” do argentino
Um artista fabuloso
Que é conhecido por Quino

Obrigado Jarbas e Diário
Por nas aulas auxiliar
Com matérias importantes
Pra na escola utilizar
É fonte pros estudantes
Do Salesianas de Gravatá.
 



TAGS:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.