• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Conto de fadas Protesto das personagens do Folclore brasileiro abala as estruturas do mundo do faz de conta

Publicado em: 11/12/2013 10:32 Atualizado em: 11/12/2013 12:18

Celebridades do nosso Folclore reinvidicam mais espaço na mídia. A razão do protesto, oras é que ninguém no Brasil aguenta mais ouvir tanta história da Carochinha.

Saci-Pererê pulou à frente do movimento e declarou não tirar o chapéu para as personalidades estrangeiras. Logo em seguida, Iara veio a público manifestar sua revolta: “O que essa tal de Pequena Sereia tem que eu não tenho?”.

Já a Mula - puxa -, essa perdeu de vez a cabeça: “Chega de Unicórnios! Deem uma chance aos animais que existem de verdade!”. O Lobisomem - de cabelos na venta - e o Curupira - com os dois pés atrás - preferiram não dar entrevista.

Toda essa revolta aconteceu porque muitas crianças estão esquecendo de ler e assistir as histórias milaborantes dessas criaturas que trazem um pouco da cultura brasileira. "A garotada está ficando muito ligada nos filmes da Disney e nos outros canais de TV por assinatura que passam desenhos de galinhas, alienígenas e mosntros. É uma pena porque nós temos tantos contos legais para eles", explica Cumadre Florzinha, direto do bosque das flores. 

 

* Esses e outros contos você confere no livro: “Simsalabim”, de Maria Amália Camargo e ilustrações de Jean Galvão. A editora é a Caramelo.
* A classificação indicativa é para crianças a partir dos oito anos.
* São 24 páginas de pura diversão



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.