• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Lançamento Guardanapos de papel

Publicado em: 21/11/2013 12:15 Atualizado em: 21/11/2013 12:18

Autor da página "Eu me chamo Antônio" lança obra com poesias e desenhos inéditos feitos no papel  (Naiara Fouraux/Divulgação)
Autor da página "Eu me chamo Antônio" lança obra com poesias e desenhos inéditos feitos no papel
O sucesso na internet, com cerca de 385 mil curtidas na página do Facebook levou os desenhos e as palavras de Eu me chamo Antônio às estantes das livrarias. Algumas das obras rabiscadas em folhas de guardanapo foram reunidas e adicionam conteúdo ao livro homônimo, de 192 páginas, lançado nacionalmente nesta quinta-feira (21).

Eu me chamo Antônio surgiu em outubro do ano passado, quando  o artista visual Pedro Antônio Gabriel Anhorn, 29 anos, resolveu publicar na internet fotos de poemas “desenhados” por ele em guardanapos. “Eu estava voltando para casa depois de um dia cansativo de trabalho. Resolvi fazer uma pausa em um restaurante no Rio de Janeiro, e, enquanto esperava o meu pedido, comecei a rabiscar no guardanapo com uma caneta hidrográfica. Depois de umas semanas, acabei juntando bastante material”, conta o autor.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.