• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Cinema Festival de Circo do Brasil com diversas mostras de filmes a partir desta quarta-feira

Por: Gabriel Catunda

Publicado em: 14/10/2013 10:18 Atualizado em:

Caravana Tapioca sobre Rodas será um dos longas exibidos no Festival. (www.joaoalberto.com)
Caravana Tapioca sobre Rodas será um dos longas exibidos no Festival.
O Dia das Crianças já passou, mas o Festival de Circo do Brasil segue com sua programação em ritmo acelerado. Ao longo da semana, o evento que chegou a sua nona edição está repleto de atrações infantis para a garotada se divertir. Lançamento de livros, mostra de filmes, exposições fotográficas, espetáculos de teatro e apresentação de grupos internacionais estão incluídos na programação que se extende até o dia 20 de outubro.

Mostra de Filmes

Documentários, filmes e curtas. Ficção e realidade. O mais importante é que toda a programação da Mostra de Filmes é livre para todos os públicos. A entrada também é franca e as apresentações foram transferidas para o Museu Murillo La Greca, das 13h às 17h, nos dias 16 a 18 de outubro.

O Circo Paraki

Circo Paraki é um nome que brinca, como se designasse um estacionamento de circo. Uma história incrível pedia para ser contada. Uma sequência de encontros mágicos pediam uma história. Um prédio de apartamentos onde o palhaço é vizinho do trapezista que mora em cima do malabarista, que vive em frente à motoqueira do globo da morte, que é vizinha do domador... como num circo mas em outro formato.

Bravo Rámon

Ramón Martin Ferroni, conhecido artisticamente como Don Ramón, foi um dos mais importantes artistas de circo que atuou no Brasil, ao longo do século 20. Para além de sua inquestionável excelência artística, foi responsável pelo projeto e criação de seus aparelhos de trabalho bem como de todo o aparato para guardar esses materiais para transportá-los com segurança.

Itinerante Retorno

Um conto circense sobre viagens e viajantes. O mito do artista de circo nômade e cigano, vagando de praça em praça sem pouso certo, afetou de forma significativa o imaginário ocidental. Para além dos mitos, contudo, o que existem são as histórias de inúmeros circenses brasileiros que, há pelo menos duas décadas e amparados por contratos de trabalho temporário, circulam pelo mundo entre América do Sul, Europa e Ásia, levando na bagagem não apenas seu talento e as expectativas de uma carreira internacional, como também o receio diante da terra desconhecida, a saudade dos que ficam e, por vezes, o desejo de jamais regressar.

E o palhaço quem é?

Abrir a porta interna do universo dos palhaços, desvelar suas pessoalidades e adentrar seus cotidianos, suas histórias, suas criações, seus símbolos e seus signos com o fim de reconhecê-los e revelá-los não somente como personagens, mas principalmente como seres humanos dotados de importantes e singulares experiências de vida.

Sonhos

O menino vive buscando motivos para fugir da escola. Um dia, ele encontra o motivo perfeito: a garota mais bela que ele já viu. Mas ela mora em um circo e ele não tem dinheiro para entrar. Tentando conquistar sua atenção, o menino vai embarcar na grande aventura de crescer.

Caravana Tapioca sobre Rodas

O grupo Caravana Tapioca circulou por diversas cidades do sertão e agreste pernambucano, apresentando 16 espetáculos em praças e ministrando 8 oficinas sobre circo e arte de rua. A partir de depoimentos e cenas da turnê, o documentário retrata a participação de artistas locais, além de aprendizados e dificuldades vividas durante essa circulação.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.