• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Dia da Criança A brincadeira nunca acaba Garotada contou para o Diarinho "O que é ser criança" na visão delas

Por: Aline Souza - Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/10/2013 15:40 Atualizado em: 11/10/2013 15:47

Todos os dias devem ser considerados importantes para nós, pois acordamos, aprendemos, brincamos, conhecemos pessoas, fazemos amigos e o mais importante: sabemos que estamos vivos! Mas especialmente hoje, no Brasil, celebramos a melhor fase da vida: ser criança!

Na foto, Maria Júlia, Beatriz Duarte, Marcelle Lagos, Gabriel Duarte, Augusto Venâncio e Arthur Gabirel. Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press.
Na foto, Maria Júlia, Beatriz Duarte, Marcelle Lagos, Gabriel Duarte, Augusto Venâncio e Arthur Gabirel. Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press.

Brincar, aprender, se divertir e explorar a criatividade fazem parte do imaginário infantil, porque quando entramos no mundo adulto temos outro ritmo de vida e acabamos perdendo uma coisa muito característica dos pequenos: a inocência.

Geralmente não vemos os adultos brincando de esconde-esconde, subindo em árvores, se lambuzando de sorvete e chocolate, e nem pulando amarelinha. Justamente por causa disso, a infância é conhecida como a época de ouro, porque é a fase que pode-se aproveitar a vida sem amarras e temores. É tempo de viver plenamente e se descobrir.


E neste 12 de outubro nós fomos perguntar para quem mais entende do assunto "O que é ser criança?".

Veja o que elas disseram:


“Ser criança é ser livre.”
Maria Júlia, 7 anos.

“Acho que ser criança é a melhor fase da vida.”
Marcelle Lagos de França, 8 anos.

“Respeitar os mais velhos e também aprender com eles faz parte de ser criança.”
Beatriz Duarte, 7 anos.


“Criança tem que se divertir, brincar à vontade e não deve trabalhar.”
Arthur Gabriel, 8 anos.


“Ser criança é brincar mais, estudar, jogar playstation e fazer tarefa no colégio.”
Gabriel Duarte, 6 anos.


Turminha do colégio Salesiano Recife. Luiz Henrique, Gabriel Henrique, Elizabeth Raquel, Rafael Argôlo e Ana Beatriz. Crédito: Bernardo Dantas/ DP/D.A Press.
Turminha do colégio Salesiano Recife. Luiz Henrique, Gabriel Henrique, Elizabeth Raquel, Rafael Argôlo e Ana Beatriz. Crédito: Bernardo Dantas/ DP/D.A Press.

“Ser criança também é ajudar a separar as brigas dos amigos.”
Ana Beatriz, 12 anos.


“Todo mundo tem uma criança dentro de si.”
Rafael Argôlo, 11 anos.


“O melhor de ser criança é fazer amigos.”
Thiago Rocha, 8 anos.


“As crianças também podem ajudar umas as outras.”
Elizabeth Raquel, 9 anos.


“Um dia o computador quebra, mas as brincadeiras de criança nunca acabam.”
Álvaro Augusto Passos, 9 anos.


“É muito melhor ser criança porque nós temos um coração bom.”
João Luiz Andrade, 6 anos.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.