• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
História Educar para Crescer e Laurentino Gomes criam game sobre a Independência do Brasil Movimento convida crianças e adolescentes a participar da construção da independência e da identidade do Brasil, com a contribuição da prosa inspiradora de um dos maiores especialistas no assunto

Publicado em: 09/09/2013 09:47 Atualizado em:

O escritor e jornalista Laurentino Gomes desenvolveu para o site do movimento Educar Para Crescer um jogo virtual totalmente inspirado em seu livro que narra, em detalhes engraçados, os personagens e o desenrolar dos fatos que motivaram a independência do Brasil. O game 1822 — O Caminho da Independência do Brasil conduz o jogador por todo o processo, desde o retorno de Dom João VI à coroa portuguesa até a abdicação do imperador Dom Pedro I, em 1831, e está disponível no link: http://educarparacrescer.abril.com.br/1822/.

Como funciona

O jogo tem formato de tabuleiro e cada uma de suas casas corresponde a um episódio fundamental dos primeiros anos de nossa história. Toda vez que avança a uma casa, o jogador lê um dos capítulos da independência e é incentivado a participar na construção desta história, ora complementando o texto, ora validando o conteúdo como verdadeiro ou falso. Além de acumular pontos a cada resposta correta, o jogador pode ganhar pontos extras ao clicar em ícones que revelam curiosidades das figuras históricas daquela época — como a paixão de D. Pedro I pela música e sua turbulenta história com a imperatriz Maria Leopoldina, que foi ofuscada pela famosa amante de D. Pedro, a Marquesa de Santos.

Argumento

Bem humorado e repleto de informações, o game recupera o contexto histórico da época, derrubando também alguns mitos sobre a suposta “pacífica” história brasileira. Nele, o jogador fica sabendo da guerra de independência travada com tropas portuguesas, que durou um ano e meio e teve em Salvador o seu maior foco de conflitos; o episódio impactante da Noite das Garrafadas, manifestação de repúdio popular ao imperador pouco antes de sua abdicação ao trono; ou então a aberta disputa entre D. Pedro I e seu irmão Miguel para assumir a coroa portuguesa, vazia após a morte do Rei português D. João VI — o que ocorreu durante o mandato de D. Pedro como imperador do Brasil.




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.