Internacional - Separatista Chefe do aparelho militar do ETA é preso na França

Publicado em: 27/05/2012 18:45 Atualizado em:

 

Um dos supostos membros do ETA presos neste domingo em Cauna, França, Oroitz Gurruchaga Gogorza, é o "chefe do aparelho militar e de captação do grupo", informou o Ministério do Interior espanhol.

Gurruchaga foi preso com seu "ajudante" Xabier Aramburu quando circulava em um carro roubado com placa fria. Ambos estavam armados.

Segundo o ministério, "a presença de ambos no sul da França pode se dever a encontros para a captação de novos membros para o ETA".

A prisão aconteceu às 15h30 locais, em uma operação conjunta das polícias espanhola e francesa.

Gurruchaga, 30, entrou para o ETA em 2008, e foi subindo no grupo, até se tornar o responsável pelo aparato militar e pelas captações do grupo armado. "Era responsável pelo recrutamento de novos membros, com o objetivo de reforçar as fileiras do grupo terrorista", informou o Ministério.

O ajudante de Gurruchaga, de 32 anos, havia fugido para a França em 2010, após a desarticulação na Espanha de um comando da organização armada. A polícia espanhola o considera responsável por "vários atentados com explosivos" ocorridos no País Basco em 2008.

A prisão de Gurruchaga e Aramburu acontece mais de um ano depois da captura, em março de 2011, do então chefe militar do grupo separatista armado basco, Alejandro Zorbarán Arriola, conhecido como "Xarla", no povoado francês de Willencourt.

O ETA anunciou em 20 de outubro passado a suspensão definitiva de sua atividade armada, mas não entregou as armas, tampouco se dissolveu.

Da AFP Paris


©Copyright AFP© | Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para maiores informações sobre as limitações e restrições ao uso.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.