• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Diario urbano Chuva de pedras

Publicado em: 08/11/2016 09:00 Atualizado em: 08/11/2016 16:19

por Jailson da Paz
jailson.paz@diariodepernambuco.com.br
diariodepernambuco.com.br


De um lado da Rua Padre Carapuceiro, em Boa Viagem, cinco adolescentes. A uns 50 metros, um vendedor de água mineral. Aos gritos, os garotos, que retornavam da escola ontem, acusavam o vendedor de ter agredido um deles com um botijão plástico. Pedestres tentaram acalmá-los. Não deram ouvido. Por volta das 14h40, os estudantes se armaram com madeiras das grades de proteção das árvores e pedras. O vendedor respondeu com gesto igual. Em segundos, pedras voavam no meio da rua. Pedestres aceleraram os passos e a correria assustou os motoristas, que, ao dobrar da Avenida Domingos Ferreira para a Rua Padre Carapuceiro, se deparavam com a batalha. Ficaram sem escolha. Correndo ou parando os veículos estariam ao alcance das pedras. Optavam por acelerar. A correria cresceu quando o vendedor partiu para o ataque com um caibro. Os garotos se dispersaram na avenida. Senhoras apelaram para Deus e pediram a vigilantes e porteiros de prédios e lojas para que chamassem a polícia. Não tiveram os pedidos atendidos, mas sabem que as cenas foram gravadas pelas câmaras dos edifícios. Seria bom dar uma olhada nas imagens

Por um triz
A porta de vidro da sorveteria da esquina da Rua Padre Carapuceiro com a Avenida Domingos Ferreira escapou de ser quebrada por dois ou três centímetros. Uma das pedras jogadas por um dos estudantes bateu na coluna metálica da porta e ficou a palmos de um senhor que tentava fugir da confusão.

Dois lados
Em algumas horas, motoristas que trafegam pela Rua das Pernambucanas, nas Graças, são obrigados a reduzir a velocidade ou até mesmo a parar. Carros estacionam dos dois lados e os proprietários desaparecem, estreitando a rua. Ou abrem as portas sem qualquer cuidado com quem aparece atrás.

Nova ocupação
A quantidade de prédios ocupados pelos alunos da Universidade Federal de Pernambuco contra a PEC 241, que congela por 20 anos os gastos federais, aumentou. Ontem, depois de centros como de Comunicação e Artes e de Filosofia e Ciências Humanos, ocuparam o Departamento de Enfermagem.

Apadrinhe um idoso
Em Paulista, a Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania, na Avenida Senador Salgado Filho, iniciou campanha para o apadrinhamento de idosos internados em abrigos do município. A proposta é que os padrinhos criem laços afetivos com os afilhados, participando de progamas de visitas, passeios e atividades artísticas.

Único da região
Vem de Triunfo, no Sertão do Pajeú, a notícia de que os municípios, independentemente do tamanho, podem desenvolver bons projetos, O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos ficou entre os três melhores do país e o único do Nordeste, segundo o prêmio Boas Práticas de Gestão Previdenciária.

Mais perto
Pais que usam os fraldários da orla de Boa Viagem aprovam a estrutura. O tempo de limpar os filhos nos bancos de cimento ou nas pias dos banheiros ficou para trás. Nem tudo é perfeito, porém. Os pais afirmam que a instalação de lixeiras mais perto de alguns fraldários melhoraria o serviço.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.