raridade Arqueólogos descobrem uma olaria de mais de 4.500 anos no Egito A descoberta aconteceu em uma escavação em torno do templo de Kom Ombo, às margens do Nilo

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 19/07/2018 18:03 Atualizado em:

Foto: AFP
Foto: AFP
Arqueólogos egípcios descobriram perto de Assuan, sul do Egito, uma olaria da época do Antigo Império, com mais de 4.500 anos de idade, anunciou o Ministério de Antiguidades. A descoberta aconteceu em uma escavação em torno do templo de Kom Ombo, às margens do Nilo, 40 km ao norte de Assuan, segundo informou um comunicado. 

Mustafá Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades Egípcias, explicou no comunicado que a olaria data da IV Dinastia (entre 2.613 e 2.494 a.C), ou seja, quando construíram as pirâmides de Gizé, perto do Cairo.

"É uma dessas raras descobertas que lançam luz sobre a vida cotidiana, as atividades industriais e o desenvolvimento da arte no antigo Egito", indicou Waziri. 

Segundo ele, a descoberta mostra também "a melhora e a adaptação das ferramentas da indústria para responder às exigências da vida diária". 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.