• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Opinião André Dubeux: Os 60 anos do Cremepe André Dubeux é Presidente do Cremepe

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/03/2018 08:12 Atualizado em:


Em 1958, com base na Lei Federal 3268,  foram criados os Conselhos de Medicina pelo presidente Juscelino Kubitschek, que também era médico, concedendo aos mesmos autonomia para a fiscalização do exercício profissional. Aqui, no nosso estado, um grupo de médicos, sob a liderança do dr. Antônio Figueira, criou o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco, que teve como primeiro presidente o próprio Antônio Figueira.
Nesses 60 anos, a medicina sofreu uma incrível transformação, tanto nas formas de diagnóstico como no tratamento. A ultrassonografia, método revolucionário, foi lançada pouco antes da criação dos Conselhos, sendo seguida pela tomografia e pela ressonância. Atualmente, estamos na época das cirurgias robóticas, impressoras  3d e o projeto genoma.
Todas essas evoluções não podem se dissociar do maior dos alicerces na medicina, que é a humanização.

O nosso Código de Ética Médica e o nosso juramento hipocrático mostram que precisamos buscar sempre o melhor para nossos pacientes, curando quando for possível, confortando e aliviando sofrimento quando nossos limites humanos assim determinarem.
Desde sua criação, o Cremepe já passou por quatro sedes. A primeira, em uma sala no Edifício Tabira, na Avenida Conde da Boa Vista. A segunda, na Rua da Hora, no Espinheiro.
A terceira, na Rua José Maria, na Encruzilhada, e desde a década de noventa que o Cremepe voltou para o Espinheiro e hoje está instalado na Rua Conselheiro Portela.

Contamos com três delegacias, nas cidades de Caruaru, Serra Talhada e Petrolina, visando oferecer aos colegas do Interior e à população em geral os serviços prestados pela sede.
Até a presente data, o Cremepe já contou com 18 presidentes, de várias especialidades. No começo, éramos apenas 251 inscritos no Cremepe. Hoje, esse número já se aproxima dos 25 mil inscritos, com 21 mil médicos em atividade, mostrando a importância do nosso estado no contexto da formação e atividade profissional. Todas as gestões estiveram focadas em criar e aperfeiçoar práticas que garantam à sociedade uma proteção quanto à má prática médica. Atualmente, temos um ex-presidente, Carlos Vital Tavares Corrêa, dirigindo nossa maior entidade, o Conselho Federal de Medicina (CFM), com extrema prudência e honestidade, motivo de orgulho para todos nós.

Como médicos, dividimos as incertezas e as angústias de grande parte da sociedade e procuramos atuar em defesa da saúde dos brasileiros, ameaçada pela falta de investimento público.
Os desafios são enormes. Todavia, nós conselheiros do Cremepe sempre estaremos na defesa de uma medicina mais humana, alicerçada na ética e no zelo profissional.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.