• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Ministério da Saúde reforça vacina contra febre amarela Segundo o boletim mais recente do MS, do total de 70 casos confirmados no país, 40 mortes decorrem da febre amarela

Por: Estado de Minas

Publicado em: 25/01/2017 17:55 Atualizado em:

O estoque é suficiente para imunizar o público-alvo, que é formado por pessoas residentes em áreas de risco. Foto: Osnei Restio/Prefeitura de Nova Odessa. (O estoque é suficiente para imunizar o público-alvo, que é formado por pessoas residentes em áreas de risco. Foto: Osnei Restio/Prefeitura de Nova Odessa.)
O estoque é suficiente para imunizar o público-alvo, que é formado por pessoas residentes em áreas de risco. Foto: Osnei Restio/Prefeitura de Nova Odessa.

Reforço na guerra contra a febre amarela silvestre. O Ministério da Saúde (MS) anunciou na tarde desta quarta-feira que vai entregar nos próximos dias aos estados mais atingidos pela doença cerca de 6 milhões de doses da vacina. O número de doses extras se amplia e chega a 11,5 milhões, pois há 5,5 milhões de unidades envasadas para pronta entrega no Instituto Bio-Manguinhos, ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Além disso, mais 9 milhões se encontram em produção na mesma instituição, no Rio de Janeiro.

Segundo o diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis/MS, Eduardo Hage, “temos vacinas para hoje, para as próximas semanas e para qualquer demanda”. O estoque é suficiente para imunizar o público-alvo, que é formado por pessoas residentes em áreas de risco, nas zonas rurais dos estados afetados, ou que vão viajar para essas regiões nos próximos dias. Desde o início do surto, forma distribuídas 5,5 milhões de doses.

Segundo o boletim mais recente do MS, do total de 70 casos confirmados no país, 40 mortes decorrem da febre amarela, sendo 37 em Minas e 3 em São Paulo. Outros 49 casos são investigados. Ao todo, 438 pacientes tiveram suspeita de infecção pelo vírus. Um novo boletim deve ser divulgado nesta quinta-feira.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.