• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Clima Setembro passado foi segundo mais quente, marcando fim de recordes mensais No entanto, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) afirmou na terça-feira que a tendência de aumento de temperaturas continua clara

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 18/10/2016 17:29 Atualizado em:

Foto: Andrey Smirnov/AFP
Foto: Andrey Smirnov/AFP
O mês passado foi o segundo setembro mais quente desde que se começou a medir as temperaturas, há 137 anos, marcando o fim dos recordes mensais consecutivos de calor que vinham sendo registrados há 16 meses.

No entanto, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) afirmou na terça-feira que a tendência de aumento de temperaturas continua clara, com o período de janeiro a setembro de 2016 sendo o mais quente desde 1880, quando começaram as medições.

Em setembro, a temperatura na terra e nas superfícies dos oceanos ficou 0,88°C acima da média do século XX, que foi de 15°C, segundo a agência meteorológica.

Assim, setembro passado por pouco não bateu o recorde para esse mês, com uma temperatura apenas 0,38°C mais baixa que a registrada em setembro de 2015, quando a tendência de aquecimento do Pacífico do fenômeno El Niño estava se fortalecendo.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.