Redes sociais Vídeo obsceno publicado por Bolsonaro sobre carnaval causa polêmica nas redes Presidente divulga vídeo com conteúdo escatológico e pornográfico e lidera tópicos mais replicados pelo Twitter

Por: Estadão Conteúdo - Estadão Conteúdo

Publicado em: 06/03/2019 10:56 Atualizado em: 06/03/2019 11:48

Foto: Twitter/Reprodução.
Foto: Twitter/Reprodução.
A publicação de um vídeo de conteúdo escatológico e pornográfico pelo presidente Jair Bolsonaro em sua conta no Twitter, na noite desta terça-feira, divide a rede social nesta quarta-feira, com a hashtag #ImpeachmentBolsonaro liderando os tópicos mais replicados, seguida pela #BolsonaroTemRazão.

 

 

Hoje, Bolsonaro voltou a falar sobre assunto na mesma rede, ao lançar uma pergunta aos seus seguidores perguntando o que é "golden shower". O questionamento referia-se à hashtag "goldenshowerpresident". Golden shower é um termo em inglês que se refere à prática em que um parceiro ou parceria urina no outro.

 

Logo após o tuíte de ontem, muitos internautas pediram que o conteúdo fosse denunciado à rede social como impróprio. Nem o Twitter, nem o presidente excluíram a postagem, mas foi colocado um aviso de que a mídia "pode conter material sensível". Na postagem, o presidente afirma que "é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro". Na postagem feita por Bolsonaro não está identificado onde se deu o ocorrido.

 

Entre os tuítes com a hashtag #ImpeachmentBolsonaro, são feitos pedidos de exame psiquiátrico para o presidente, além de acusações de quebra de decoro. "Bolsonaro é um sujeito vulgar e sem ética que não vê problema em expor um vídeo de pornografia no seu perfil oficial do Twitter. É um vigarista charlatão e, acima de tudo, um despreparado para o cargo que ocupa", escreveu um usuário da rede.

Do outro lado, as postagens com #BolsonaroTemRazão apontam que o presidente estava apenas fazendo uma denúncia. "Fazer pornografia em área pública na frente de família e criança não tem problema. O problema é o Bolsonaro postar. A que nível chegou esse pessoal...", tuitou outra usuária. 

 

As imagens do vídeo mostram um homem com as nádegas de fora, dançando sobre um ponto de táxi. Ele faz atos obscenos e, em seguida, se baixa e outro homem urina sobre sua cabeça. 



O que diz o Twitter

O vídeo publicado pelo presidente Jair Bolsonaro não viola a política de conteúdo de mídia da rede social. Segundo o próprio site, o Twitter permite algumas formas de violência explícita e/ou conteúdo adulto nas postagens que forem marcadas como mídia "sensível", como foi o caso da publicação de Bolsonaro.

A regra só seria violada caso o conteúdo fosse publicado em vídeos ao vivo, na imagem de capa ou do perfil do presidente. Consultado, o Twitter disse que "eventuais violações estão sujeitas às medidas cabíveis".

A indicação de que a postagem pode conter "mídia sensível" pode ser colocada pelo próprio Twitter ou pela sinalização dos usuários da rede. Além disso, a reprodução automática do conteúdo pode ser bloqueada nas configurações de segurança do perfil de cada um.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.