sustentabilidade Canudos e copos de plástico são proibidos nos estabelecimentos do DF

Por: Alan Rios

Publicado em: 07/02/2019 11:32 Atualizado em:

Estabelecimento que não cumprir a norma pode ser multado em valor que varia de R$ 1 mil a R$ 5 mil. Foto: Jéssica Andrade/Esp. CB/D.A Press
Estabelecimento que não cumprir a norma pode ser multado em valor que varia de R$ 1 mil a R$ 5 mil. Foto: Jéssica Andrade/Esp. CB/D.A Press
Canudos e copos de plástico estão proibidos em estabelecimentos comerciais do Distrito Federal. Projeto de lei de autoria do ex-deputado Cristiano Araújo (PSD), que tramitava desde 2016 e foi aprovado pela Câmara Legislativa no fim do ano passado, foi finalmente sancionado pelo governador Ibaneis Rocha, com efeito imediato.

Segundo a nova lei, sancionada no último dia 30 e com número 6.266/19, "as organizações públicas e privadas, incluindo microempreendedores individuais, bem como as entidades da administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal, ficam obrigadas a substituir as embalagens descartáveis para consumo de alimentos, incluindo copos e canudos de plástico fornecidos a título oneroso ou gratuito, por produtos elaborados a partir de materiais biodegradáveis".

Multa
O estabelecimento que não cumprir a lei pode receber uma multa que varia de R$ 1 mil a R$ 5 mil. 

Inicialmente, o projeto permitia um prazo de 90 dias para que o comércio se adequasse às novas regras, mas Ibaneis vetou o artigo correspondente à essa norma, fazendo com que a lei tenha efeito imediato. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.