Rio de Janeiro Em estado de atenção, Rio tem manhã de chuva e ruas alagadas

Por: Agência Brasil

Publicado em: 05/02/2019 10:20 Atualizado em: 05/02/2019 10:29

Alagamento no bairro de Vila Valqueire, localizado na Zona Oeste. Foto: Reprodução/Twitter
Alagamento no bairro de Vila Valqueire, localizado na Zona Oeste. Foto: Reprodução/Twitter
A frente fria que chegou ao Rio de Janeiro vem causando transtornos à população em praticamente todo o estado, principalmente na capital onde há muitas ruas alagadas. 

Algumas vias públicas estão interditadas devido à formação de bolsões de água e de sinais com defeito. Uma mulher morreu em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na tarde de segunda-feira (4), em consequência da queda do muro de uma casa, na Avenida Getúlio de Moura.

O Aeroporto Santos Dumont, como já havia ocorrido na manhã anterior, opera com auxílio de instrumentos para pousos e decolagens. A cidade está em atenção desde as 8h20 de ontem.

A Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, é uma das regiões mais atingidas pelas fortes chuvas. A Autoestrada Lagoa Barra, que liga a Barra à Lagoa Rodrigo de Freitas, chegou a ser interditada na altura de São Conrado, em razão de um bolsão de água, mas já foi liberada pela CET-Rio.

Segundo o Alerta Rio, os ventos úmidos que sopram do oceano para o continente mantém o tempo instável na cidade, nesta terça-feira (5). Desta forma, a previsão é de céu encoberto com chuva moderada a ocasionalmente forte pela manhã e chuva fraca a moderada isolada no período tarde/noite.

Depois de mais de três semanas de forte calor e recordes de temperatura, em torno de 40º, a temperatura entrou em declínio e a máxima prevista para hoje não deve ultrapassar os 26ºC, com a mínima chegando a 19°C.

Em vários pontos da cidade, os sinais de trânsito estão apagados ou amarelos e piscando, o que deixa o trânsito ainda mais confuso, dificultando a chegada da população aos seus locais de trabalho.

Choveu forte também na Região Serrana do estado e em municípios da Costa Verde, como Paraty, Mangaratiba e Angra dos Reis, onde a Rio-Santos teve o trânsito prejudicado, principalmente na noite de ontem, em razão da formação de vários bolsões d’água formados pela água que desceu das rochas localizadas ao longo da rodovia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.