ataques Polícia do Ceará obriga jovens a pintarem muros pichados com ameças

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/01/2019 22:32 Atualizado em: 09/01/2019 23:09

Foto: Instagram/Reprodução
Foto: Instagram/Reprodução

A polícia do Ceará obrigou jovens a pintarem muros pichados, após deixarem ameaças escritas ao secretário da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque. "Não vamos parar até o secretário sair. Fora Mauro Albuquerque. Ass: Crime do Estado", diz uma das mensagens, em referência à onda de ataques que vêm acontecendo em Fortaleza e no interior do estado há uma semana. 

Luís Mauro Albuquerque assumiu a secretaria da Administração Penitenciária ainda este mês de janeiro, a convite do governador Camilo Santana. Conhecido como "linha dura", Mauro Albuquerque comandava, desde 2017, o sistema penitenciário do Rio Grande do Norte. Seu estilo polêmico de gestão é considerado uma das principais causas para esses ataques no Ceará. 

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, publicou, em sua conta no Instagram, fotos dos jovens pintando os muros pichados. Em uma das imagens, o secretário escreveu "meliantes picharam ameaças contra a @forcatatica.pmce. Após pintarem o muro, serão conduzidos para a @draco.pcce e serão autuados". 

"Todos os bandidos envolvidos nestas ações criminosas serão devidamente responsabilizados e contra eles aplicaremos todo o rigor da lei, estando dentro ou fora dos presídios", escreveu o secretário André Costa em sua publicação mais recente na rede social. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.