Energia Janeiro terá bandeira tarifária verde nas contas de energia, informa Aneel Em nota, a agência ressalta que a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios

Por: AE

Publicado em: 29/12/2018 16:15 Atualizado em:

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
A conta de luz não ficará mais cara em janeiro aos consumidores. Isso porque o ano novo se inicia com bandeira tarifária verde, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em nota, a agência ressalta que a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios. 

Do ponto de vista técnico, a explicação é que houve recuperação do risco hidrológico (GSF) e manutenção do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD) em patamar reduzido - sendo estes os dois fatores determinantes para acionar o sistema de bandeiras tarifárias. Em dezembro a bandeira tarifária também havia sido verde.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o "custo real" da energia gerada ao consumidor. Elas são definidas mensalmente a partir das cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2), indicando se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Em novembro, o consumidor bancou a bandeira amarela, que tem adicional de R$ 1 a cada 100 kWh consumidos. Entre junho e outubro, período mais seco, vigorou a bandeira vermelha no segundo patamar, a mais onerosa, em que há uma cobrança adicional de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh).



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.