ASSALTO Tentativa de assalto a banco deixa pelo menos dez mortos no Ceará A Polícia Militar (PM) trocou tiros para conter a quadrilha, que não conseguiu levar o dinheiro

Por: AE

Publicado em: 07/12/2018 10:36 Atualizado em: 07/12/2018 10:49

Tentativa de assalto ocorreu em rua onde duas agências bancárias estão a poucos metros. Foto: Reprodução/Google Street View
Tentativa de assalto ocorreu em rua onde duas agências bancárias estão a poucos metros. Foto: Reprodução/Google Street View

Ao menos dez pessoas foram mortas em uma tentativa de assalto a um banco na madrugada desta sexta-feira (7), no município cearense de Milagres, na região do Cariri. Informações divulgadas pela imprensa local dão conta de que seis vítimas de uma mesma família eram reféns. A Polícia Militar (PM) trocou tiros para conter a quadrilha, que não conseguiu levar o dinheiro. 

Milagres fica a 487 quilômetros de Fortaleza e já havia sofrido uma tentativa de ataque na semana anterior, disse o diretor do Sindicato do Bancários do Ceará Gabriel Mota. Por conta disso, a polícia vinha investigando a ação da quadrilha, interceptando os bandidos no momento da tentativa, que ocorreu por volta das 2h17 desta sexta-feira.

Imagem: Reprodução/TV Cariri
Imagem: Reprodução/TV Cariri

Ainda segundo o diretor do sindicato, outra agência bancária sofreu uma tentativa de explosão no mesmo horário, mas no município de Itatira, na microrregião de Canindé. As ações, entretanto, seriam de quadrilhas diferentes. A troca de tiros durou cerca de 20 minutos.

Entre os mortos estão duas crianças, entre 10 e 13 anos. A família vítima dos bandidos vinha da cidade de Serra Talhada, em Pernambuco, quando foi abordada na rodovia BR-116. A quadrilha utilizou um caminhão para bloquear a via e parar o veículo das vítimas.

Os dois bancos ficam na Rua Presidente Vargas, no Centro do município, que tem 28 mil habitantes. Os feridos foram levados inicialmente para o Hospital Municipal de Milagres. Os mortos estão no necrotério da mesma unidade hospitalar. 




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.