POLUIÇÃO MARINHA Lacre plástico faz golfinho morrer de fome no litoral de São Paulo Animal foi encontrado morto, visivelmente magro, devido a uma argola de plástico impedir sua alimentação; Instituto Biopesca afirmou que espécie corre risco de extinção

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 06/12/2018 11:41 Atualizado em: 06/12/2018 12:01

Foto: Reprodução/Instituto Biopesca (Foto: Instituto Biopesca)
Foto: Reprodução/Instituto Biopesca
Um golfinho, da espécie Pontoporia blainville, foi encontrado morto com um lacre preso ao rostro, na orla de Praia Grande, litoral de São Paulo. Segundo o Instituto Biopesca, o animal estava visivelmente magro, devido a argola de plástico impedir sua alimentação. 

A localização ocorreu durante o fim de semana por um pescador, depois que a toninha, como é chamada esse tipo de espécie, ficou presa acidentalmente na rede que ele havia jogado no mar. O animal foi entregue à equipe do Instituto Biopesca, responsável por fazer o monitoramento costeiro da região. 

De acordo com o exame necroscópio, foi constatado que não havia qualquer alimento, além de pedaços de plástico no sistema digestório do golfinho. Em entrevista ao G1, o veterinário do instituto, Rodrigo Valle, afirmou que essa espécie corre risco de extinção. 

Um estudo, coordenado pela Associação Internacional de Resíduos Sólidos (Iswa), divulgado neste ano estimou que pelo menos 25 milhões de toneladas de resíduos são despejadas por ano nos oceanos. E a maior parte disso - 80% - tem origem nas cidades, em razão de uma má gestão dos resíduos sólidos. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.