prevenção ONG coloca camisinha de 22m em obelisco de praça para alertar sobre a Aids Para realizar o feito e cobrir o obelisco com a 'Big Camisinha', o grupo precisou alugar andaimes e contratar dois alpinista

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 04/12/2018 19:10 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter
A ação de uma organização não governamental (ONG) de São Gonçalo (RJ) para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, no útlimo dia 1º, tem chamado a atenção na internet devido à forma escolhida para conscientizar as pessoas sobre a doença: uma camisinha de 22m em plena praça central da cidade.

Elaborada pelo grupo Gay Atitude, a campanha cobriu o obelisco de uma praça da cidade com o preservativo gigante (foto acima). A vice-presidente da ONG, Nanda Matini, conta que se tratava de um desejo antigo de alguns membros do grupo. "Essa ideia sempre foi um sonho do nosso ex-presidente Aloisio Reis, mas as antigas gestões recusavam. Com a mudança da direção, decidimos colocá-la em prática", explica.

Para realizar o feito e cobrir o obelisco com a "Big Camisinha", o grupo precisou alugar andaimes e contratar dois alpinistas. Nanda esclarece que a Prefeitura autorizou a ação, mas não houve emprego de recursos públicos. "Choca bastante quando lemos alguns comentários nas redes sociais que dizem ser um absurdo a Prefeitura bancar isso, mas foi tudo fruto do nosso trabalho. Gastamos cerca de R$ 3 mil, que angariamos ao longo de 15 dias", conta.

Já é uma tradição o Gay Atitude realizar ações de conscientização no Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Atividades como distribuição de preservativos e realização de testes gratuitos para diagnosticar o HIV são algumas delas. Neste ano, porém, a repercussão ultrpassou as fronteiras de São Gonçalo. Desde sábado, as imagens do monumento coberto estão movimentando as redes sociais. 

O Dia Mundial de Luta contra a Aids foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), em uma Assembleia realizada em 1987. No Brasil, por meio do Ministério da Saúde, o governo promove campanhas de conscientização desde 1988.
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.