picada Criança morre após ser picada por escorpião enquanto dormia em São Paulo É a segunda morte seguida de criança por acidente com esse aracnídeo em dois dias na mesma região. Desde o início do ano, nove crianças morreram no interior paulista em decorrência de picadas de escorpião

Por: AE

Publicado em: 26/11/2018 09:13 Atualizado em:

Menino de nove anos foi picado por escorpião da última sexta-feira (23/11). Foto: Reprodução/Facebook
Menino de nove anos foi picado por escorpião da última sexta-feira (23/11). Foto: Reprodução/Facebook
Um menino de 9 anos morreu, neste domingo (25/11), após ser picado por um escorpião enquanto dormia, em Araçatuba, cidade do interior de São Paulo. É a segunda morte seguida de criança por acidente com esse aracnídeo em dois dias na mesma região. No sábado (24/11), uma menina da mesma idade morreu em Bariri, após receber uma picada. Desde o início do ano, nove crianças morreram no interior paulista em decorrência de picadas de escorpião.

O menino Pablo Henrique Araújo Laureto dormia na casa da avó, no bairro Guanabara, quando acordou, na madrugada de sábado (24/11), reclamando de dores na região do ouvido. Os pais foram chamados e ele recebeu o primeiro atendimento no Pronto Socorro Municipal, de onde foi encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba. 

Como o estado de saúde era grave, ele foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu. O corpo da criança será sepultado na manhã desta segunda-feira (26/11).

Pablo é a segunda criança que morre após ser picada por escorpião este ano em Araçatuba. Em abril, a menina Priscila Claudenícia de Oliveira Silva recebeu a picada quando brincava na casa da avó e não resistiu. A cidade já havia registrado duas mortes de crianças em 2017. Dados divulgados na última sexta-feira (23/11), pelo município indicam que 1.036 pessoas foram picadas por escorpiões na cidade desde o início do ano.

No interior de São Paulo, este ano, outros óbitos aconteceram em Ourinhos, Santa Bárbara d'Oeste, Sumaré, Barra Bonita, Miguelópolis e Bauru. Os casos levaram o Ministério Público Federal (MPF) a acionar Estado e União para disponibilizar o soro antiescorpiônico em 11 municípios da região. O antídoto já foi fornecido. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.