Brasília Campanha da Black Friday constrange trabalhadoras no Distrito Federal Quatro mulheres foram contratadas para segurar faixa promocional pintadas de preto com perucas de cabelo crespo em frente a um shopping

Por: AE

Publicado em: 22/11/2018 15:46 Atualizado em:

Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Twitter

Duas trabalhadoras foram vistas em frente ao Águas Claras Shopping pintadas de preto para anunciar as promoções de Black Friday, que ocorre nesta sexta-feira (23). A ação foi filmada pela estudante de dança Djully Ferreira, de 25 anos, entre as 10h e o início da tarde, que denunciou a campanha em seu Instagram como "publicidade racista". Uma das trabalhadores disse que se sentiu constrangida com comentários de pessoas que passavam na rua.  

 

Luane da Silva Lima, de 28 anos, que é negra, disse ter questionado a ação na hora de ser contratada para o trabalho, mas não foi ouvida. "A ação e a caracterização foram passadas pelos contratantes. Pediram para segurarmos a faixa, pintarmos nossos rostos e usarmos uma peruca de cabelo crespo. Como meu cabelo já é cacheado, não precisei usar", explicou. Ela disse não saber se a contratante é ligada ao shopping, mas afirmou que a faixa fazia propaganda das promoções do local.

Luane se sentiu constrangida com alguns comentários de pessoas que passavam pela rua. "Um rapaz passou e falou que meu rosto estava preto de forma irônica", reclamou. Ela disse que a frequência de pessoas que passavam pelo local e reclamavam da ação foram aumentando com o passar das horas. "Não foi só uma. Até uma gerente de uma loja do shopping passou e disse que não concordava com a campanha, que era racista", contou.

Quatro mulheres tinham sido contratadas para a ação, prevista para durar 10 horas. Porém, com a repercussão negativa, a ação acabou por volta das 15h. A assessoria de imprensa do shopping não respondeu aos questionamentos da reportagem até a última atualização desta reportagem. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.