Exame Matemática é desafio do 2º dia de Enem No primeiro fim de semana, foi aplicada a prova de Linguagens, Ciências Humanas e a Redação. Agora, é a Matemática que deve ser tratada como prioridade

Por: AE

Publicado em: 11/11/2018 09:44 Atualizado em:

Cerca de 4 milhões de estudantes participam neste domingo, 11, do 2.º dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, candidatos têm 30 minutos a mais no 2.º dia de prova. Serão cinco horas para responder questões de Matemática e de Ciências da Natureza, que incluem Biologia, Física e Química.

No primeiro fim de semana, foi aplicada a prova de Linguagens, Ciências Humanas e a Redação. Agora, é a Matemática que deve ser tratada como prioridade por aqueles que tentam vaga em cursos concorridos, segundo professores de cursinho. 

“É uma disciplina com padrão diferente das demais, com um grande número de notas abaixo da média e também a que tem as maiores notas individuais”, explica Fernando da Espiritu Santo, coordenador do Sistema de Ensino Poliedro.

Isso se deve ao método de avaliação do Enem, a Teoria de Resposta ao Item (TRI). As perguntas são divididas entre fáceis, médias e difíceis. Por meio de estatísticas, o sistema analisa o padrão de respostas de cada aluno e determina o peso das questões com base em seus acertos e erros. 

Se o concorrente acerta muitos itens difíceis, mas erra vários fáceis, as questões corretas têm peso reduzido. O objetivo da TRI é evitar que candidatos pontuem com “chutes”. “Nessa prova, o Enem consegue segmentar bem alunos que dominam o conteúdo dos que não o dominam.” 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.