Medida Ceará suspende visita de crianças a presídios após estupro de menina O crime foi cometido por um detento, durante o horário de visita, que acontece entre 9h e 16h

Por: AE

Publicado em: 15/10/2018 18:00 Atualizado em:

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) do Ceará suspendeu, até nova deliberação, as visitas de crianças a todos os presos que respondam por crimes contra a dignidade sexual. A medida foi tomada após uma menina de 11 anos ter sido estuprada durante visita ao Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis), em Itaitinga, na região metropolitana de Fortaleza, no sábado, 13. O crime foi cometido por um detento, durante o horário de visita, que acontece entre 9h e 16h. 

A criança estava acompanhada da mãe que visitava o filho, irmão da vítima. A dona de casa sentiu a ausência da filha e mobilizou agentes do presídio, que a encontraram somente após a consumação do crime. Depois de descoberto o ato, o preso foi isolado e transferido para outra penitenciária, cuja localização não foi divulgada pela Secretaria de Segurança e Defesa Social (SSPDS) do Ceará. 

A Polícia Civil informou que foi registrado um procedimento de estupro na Delegacia Metropolitana do Eusébio no sábado. No entanto, as investigações serão conduzidas pela Delegacia Metropolitana de Itaitinga, cidade onde ocorreu o crime. 

"A Sejus informa ainda que a visita de filhos e netos de internos sempre transcorreu normalmente, desde que acompanhados pelos responsáveis legais e que estejam cadastrados no Núcleo de Cadastro de Visitantes para tal fim".


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.