Suspensão Publicitário faz post preconceituoso sobre Nordeste e é afastado do cargo O atual copresidente da empresa da agência de publicidade é baiano. O publicitário, antes de ser afastado, ocupava o cargo de diretor geral de negócios

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/10/2018 20:10 Atualizado em: 09/10/2018 20:43

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet
O diretor geral de negócios da agência de publicidade 'Africa', José Boralli,  está afastado da função por tempo inderminado. O motivo da suspensão é um post feito por ele logo após o resultado das eleições, no domingo (7). A publicação dizia: "Nordeste vota em peso no PT. Depois vem pro Sul e Sudeste procurar emprego!". Africa é uma agência de publicidade reconhecida em todo do Brasil.

Não demorou para que a publicação tivesse reações, a maioria delas negativa. Ainda no domingo, ele pediu desculpa e disse que fez uma postagem no calor do momento. "Fiz um post no calor do momento, nesse dia difícil, e peço sinceras desculpas a todos que se sentiram ofendidos. Não reflete minha opinião, de forma alguma. Eu errei. Respeito a todos, independente de qualquer fato ou opinião política. A quem eu, por um post infeliz, tenha incomodado. Peço desculpas. Em especial aos nordestinos, tantos que eu inclusive trabalho, minha eterna admiração e respeito”.

O pedido de desculpas não aliviou a repercussão negativa. Entre os principais comentários a respeito da publicações era o fato dele trabalhar na Africa, uma agência fundada por nordestinos. O atual co-presidente Sergio Gordilho e Nizan Guanaes são baianos.

Nessa segunda-feira, além de suspender Boralli por tempo indeterminado, a Africa enviou um comunicado a todos os funcionários e revelou que tomará as medidas cabíveis em relação a postagem.

Veja o e-mail da empresa:
Ontem (domingo o Brasil dormiu dividido. Comentários preconceituosos e próximos da irracionalidade reinaram nas redes sociais. Sem fazer juízo de valor, precisamos, acima de qualquer partido ou corrente, respeitar as pessoas. A eleição passa, o país anda, as nossas atitudes ficam. No meio desse turbilhão, um funcionário da Africa postou um comentário infeliz e preconceituoso. O sucesso da Africa é a prova viva da força do convívio de pessoas de diferentes origens e backgrounds. Nascemos da diversidade. Acreditamos nela e a defendemos, acima de tudo. Não respeitá-la seria arranhar nossa biografia e nossos RGs, na maioria nordestinos. O comentário desse funcionário não coincide com nossa crença, não está à altura da nossa história. Por isso, a Africa condena e afirma que tomará as medidas cabíveis em relação a esse caso que, em hipótese alguma, representa a nossa opinião e fere o nosso Código de Conduta. Continuaremos vigilantes em relação a qualquer atitude, seja ela de quem for ou onde for, que venha a ferir os nossos valores. Sem mais”. Assinam os copresidentes Marcio Santoro e Sergio Gordilho.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.