Maus tratos Menino de 9 anos se recusa a roubar e é expulso de casa pela mãe O menino teria dito aos PMs que mora com a mãe e com o padrasto, que seriam alcoólatras, e que ele é espancado constantemente pelo casal

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 17/09/2018 17:53 Atualizado em: 17/09/2018 17:54

Foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press
Foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press
A Polícia Militar resgatou um menino de 9 anos que estava dormindo em uma praça, no quadradão da QNP 11, em Ceilândia, Distrito Federal, por volta das 21h desse domingo (16). Os policiais chegaram até o endereço após o garoto ter sido encontrado por testemunhas, que acionaram a equipe. Segundo a comunicação da PM, a criança teria sido expulsa de casa pela mãe há duas noites por se recusar a roubar.

O menino teria dito aos PMs que mora com a mãe e com o padrasto, que seriam alcoólatras, e que ele é espancado constantemente pelo casal. Ele teria dito, ainda, que um dos motivos da mãe agredi-lo é que ela o obrigaria a roubar residências. Como ele se nega, apanha e é colocado para fora de casa. Ainda segundo a corporação, o garoto disse, também, que tem duas irmãs, mas que nenhuma quer ficar com ele.

Segundo a PM, o Conselho Tutelar foi acionado e levou o garoto para a casa de uma das irmãs. Esta segunda (17), uma conselheira ficou de buscá-lo para que ele seja acolhido segundo os procedimentos do órgão.

A PM não chegou a ir na casa dos pais do garoto, pois, segundo a equipe que atendeu a ocorrência, o garoto não soube explicar o endereço. Os agentes foram informados pelo Conselho Tutelar que a mãe da criança já é conhecida e que ela já havia perdido a guarda de outros três filhos por negligência e maus tratos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.